A porta de entrada é a mesma de saída; ou A luta pela democracia começa quando há luta pela unidade

fffLi atentamente a matéria intitulada “Aécio repetirá FHC e mandará tucanos do DF esquecerem tudo o que foi escrito?” no Blog do Professor Chico. Nesta matéria consta algumas inverdades que acredito ser falta de informação, ou informação errada que você tenha recebido. Ao afirmar que a chapa liderada por Raimundo Ribeiro venceu a chapa do Deputado Izalci, foi cometido um equívoco, pois não houve disputa. Izalci e Márcio Machado, retiraram suas chapas pois o processo já estava contaminado por uma grande farsa montada pelo grupo de Raimundo Ribeiro, pois a Comissão Eleitoral era composta em sua maioria por funcionários do Raimundo Ribeiro, ou pessoas indicadas por ele em cargos públicos, o que caracteriza conflito de interesses. Para se ter ideia, essa comissão eleitoral impugnou várias chapas ligadas a Márcio Machado e Izalci, continuar nesse processo fajuto, era homologar essas atitudes no mínimo duvidosas. Outra coisa que você mencionou é que o Raimundo Ribeiro teria ”esmagadora maioria’ o que é uma inverdade. Vamos aos números: O PSDB-DF tem pouco mais de 26.000 filiados, sendo que 16.000 foi alcançado só nesse período de eleição zonal, a chapa de Raimundo Ribeiro teve apenas pouco mais de 2000 votos dos comissionados que ele indicou no governo local, o que representa 8,2% dos filiados do PSDB-DF. Posso estar errado, mas se ainda sei matemática, 8,2% não é maioria.Deve ser lembrado dos mais de 90% dos filiados do PSDB-DF que simplesmente ignoraram o processo em claro protesto à forma como foi conduzida essa eleição, se decidiram a não participar desse processo assim como Márcio Machado e Izalci. O PSDB-DF não tem apenas Ribeiro como líder, temos que lembrar de pessoas como Antônio Luiz Barbosa, Geraldo Campos, Professor Tatá, Hermano Wrobel, além da Juventude do PSDB e outros quadros mais do partido, inclusive a maioria dos fundadores que simplesmente ignoraram o processo de eleição zonal, depois que a comissão caracterizou essa parcialidade. O interessante de se notar, é que o mesmo grupo ‘Resgatando Brasília’ foi a favor da intervenção que culminou na indicação desastrosa de Pitiman para ser o candidato a Governador pelo PSDB. Então quer dizer que pra eles Intervenção só é golpe quando não os favorece? Isso é coerência? É bom lembrar que que o Raimundo em 2013 pediu intervenção da Nacional e participa de uma direção provisória intervencionista desde aquela época. Ir para frente do Congresso Nacional colocar faixa, trio elétrico, fazer barulho desnecessário, expondo uma situação interna, enquanto o momento exige diálogo e convergência não é prova de habilidade política, é prova de desespero, prova desse desespero foi a reação da esposa de Raimundo que quando viu na Convenção Nacional do PSDB, vários ônibus com militantes que apoiam Izalci e diversas faixas dessa militância saudando Izalci e Aécio, de reclamar com as pessoas ligadas ao Raimundo o porquê deles não terem participado da Convenção. Na Esplanada querem fazer espetáculo para expor o partido, e essa não é uma atitude republicana, ainda mais vindo de um deputado distrital eleito pelo quoeficiente eleitoral do partido, e do PSDC que foi levado para a coligação pelo Izalci. Não é a primeira vez que Raimundo Ribeiro apronta em partido político, ávido pelo poder, ele já havia aprontado lá atrás com o PSL, querendo passar Newton Lins (Presidente do PSL-DF) pra trás, tratando diretamente com o Presidente Nacional do PSL querendo tomar o lugar de Newton – ISSO SIM É GOLPE – e o desfecho dessa história foi a expulsão de Raimundo do PSL, em que o PSL divulgou nota dizendo: que expulsava o deputado do partido por “diversos fatos recentes, entre os quais, os noticiados na imprensa, no âmbito da CPI dos Cemitérios, recebimento indevido de salários, simultaneamente, do Executivo e do Legislativo, prática reiterada de nepotismo” para vermos os antecedentes do deputado Raimundo Ribeiro que onde passa, quer tomar a força o poder do partido em que está. Não podemos atacar a honra de Aécio Neves, Aécio foi a esperança de mais 51 milhões de pessoas, líder notório da oposição ao governo que faz mal ao Brasil, atacar Aécio é uma leviandade diante dos fatos ocorridos no PSDB-DF. A questão é uma só. Ou se confia no Partido ou não confia. Ou fica ou sai. A porta de entrada é a mesma de saída.

Lucas Pinheiro

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here

*

code

Please enter your comment!