Acilino Ribeiro, um provável candidato ao senado em 2018!

Acilino-secretárioAcilino Ribeiro, Uma vida dedicada a luta pela Reforma Agrária, Nome completo: Acilino José Ribeiro De Almeida, nascido em: 19/10/1953, Município de nascimento: Piracuruca/PI. Acilino Ribeiro foi um dos que lutou na época da ditadura,  inclusive chamado de um ex-guerrilheiro, certo é que ele se tornou um dos homens do governo Rollemberg responsável por acalmar os ânimos dos movimentos sociais. Pois como se sabe em Brasília tinha no governo anterior secretaria especifica para cuidar das chamadas minorias. Acilino em Brasília participou da luta armada, foi um dos que se infiltrou como clandestino nas Forças Armadas e foi preso, no campo, ele ensinava táticas de guerrilha a camponeses, assim como outros, o próprio  Luís Carlos Prestes e até por  último, com o próprio Lula que veio a ser presidente.

ACILINO RIBEIRO trabalhou doze (12) anos no campo como Advogado de Sindicatos de Trabalhadores Rurais e Associações Rurais Camponês no Piauí, defendendo os sem-terra e ajudando a fazer a reforma agrária no Estado.

Assumiu a Superintendência Regional do INCRA-PI em 1993 com o apoio da FETAG CUT CPT MST CDH, Sindicatos de Trabalhadores Rurais, Associações Rurais Camponesas, Igrejas e Partidos de Esquerda. Resolveu os conflitos de terra e fez a reforma agrária no Estado do Piauí. Foi considerado o melhor Superintendente do Brasil pelo então Presidente da CONTAG, Francisco Urbano.

Durante sua gestão no INCRA enfrentou poderosas forças ligadas ao latifúndio. Denunciou políticos e latifundiários. Enfrentou grileiros e desafiou a própria base de sustentação parlamentar do Governo, PFL-PSDB. Nos 40 anos anteriores a sua gestão no INCRA Piauí desapropriou apenas 07 áreas de terra, totalizando 14.500 hectares e assentando somente 471 famílias.Em apenas 04 anos ACILINO RIBEIRO desapropriou 43 áreas de terra, solucionando todos os conflitos existentes, totalizando 200 mil hectares beneficiando 5.086 famílias. Transforma as 43 áreas em Assentamentos e cria mais 31 nas áreas do FUNTERRA beneficiando 3.171 famílias totalizando em sua gestão 71 projetos de Assentamentos com 8.279 famílias assentadas e 50.395 trabalhadores beneficiados em 41 municípios do Piauí.

Transformou todas ás áreas em Projetos de Assentamento, tendo entregue aos trabalhadores os Créditos Alimentação e Fomento, para a compra de alimentos e implementos agrícolas quando eram assentados, e o Crédito Habitação para a construção da casa própria no assentamento, além de ter estendido aos Projetos do Estado os créditos do PROCERA, quando cada família recebeu até R$ 7.500,00. Colocou nos assentamentos a infra-estrutura básica, necessária ao desenvolvimento rural, como rede de energia, estradas, poços com chafariz, escolas rurais, postos de saúde, casas de farinha, etc e fez em 04 anos o que seus antecessores não fizeram em 40.

Nos quatro anos a frente do INCRA escapou de mais de 100 conspirações e tentativas de golpes por parte dos latifundiários e políticos ligados a UDR para derruba-lo. Tendo se mantido no poder em todo esse período por uma ampla base de apoio popular liderada pela Igreja, os Sindicatos de Trabalhadores Rurais e as Associações Camponesas. Em julho de 97 os latifundiários do Piauí ligados à oligarquia, exigem do Governo FHC sua saída do INCRA em troca de apoio no Congresso Nacional. Caiu o homem que fazia a reforma agrária no Estado, mas o Governador Mão Santa, convida-o para assumir a presidência do INTERPI, Instituto de Terras do Piauí, e a reforma agrária tem novo avanço.

No INTERPI, ACILINO enfrenta os grileiros, retoma um milhão de hectares de terras roubadas, reintegra-as ao patrimônio do estado e junto com o Governador Mão Santa entregam as mesmas para 15 mil famílias sem-terra. Leva infra-estrutura aos Assentamentos e hoje o Estado do Piauí tem 136 projetos desenvolvidos pelos dois que somados aos do INCRA totalizam mais de 200 assentamentos.

ACILINO RIBEIRO, Advogado, líder estudantil na década de 70 e ex-dirigente de DCE da UDF, onde se formou pela Faculdade de Direito em 1979. Foi Vice-Presidente do MDB Jovem DF, no período de 77-79. Entrou no PCB em 1968 com 15 anos de idade e ainda jovem milita na luta estudantil, apoiando a guerrilha contra a ditadura militar. Preso e processado em 69 continuou a luta após ser libertado. Depois da Anistia retornou ao Piauí em 79 e com o PCB na clandestinidade iniciou a formação do PT, depois ingressando no PMDB.

Foi Presidente Regional do PCB e do PPS no Piauí até março de 2003, quando retorna ao PCB e assume a sua direção no Estado.

Fundou o Comitê de Defesa dos Direitos Humanos no Piauí, e foi seu primeiro presidente.

Como advogado exerceu a função de assessor jurídico de vários sindicatos, associações de moradores, entidades estudantis, clube de mães, grupo de idosos e organizações camponesas.

Eleito vereador de Teresina em 1982. Lutou durante 16 anos contra a ditadura militar.

Ex-Secretario Municipal do Interior e Assuntos Especiais do Governo Wall Ferraz. Ex- Secretario Municipal da Defesa Civil, na Prefeitura de Teresina, no Governo Heráclito Fortes.

Foi candidato a Prefeito de Teresina em 92 por uma Frente de Esquerda (PPS PV PSB) e se destacou pela apresentação das melhores propostas.

Assumiu a Superintendência Regional da Reforma Agrária em 93 com o apoio da FETAG – CUT-CPT-MST-CDH, Sindicato de Trabalhadores Rurais, Associações Rurais Camponesas, Igrejas e partidos de esquerda. Foi considerado o melhor Superintendente do INCRA no Brasil. Durante sua gestão, o INCRA enfrentou poderosas forcas ligadas ao latifúndio.

Denunciou políticos e latifundiários. Enfrentou grileiros e desafiou a base de sustentação parlamentar do governo PFL PSDB de FHC.

Foi candidato a Senador da República em 1998 pelo PPS,e em 2002, foi o candidato da Frente Trabalhista (PPS – PDT – PTB – PHS) a Governador, com Ciro Gomes candidato a Presidente da República em ambas eleições.

Este Piauiense de Piracuruca/PI fez sete pós-graduações em Brasília, voltadas para direito internacional, geopolítica, movimentos sociais e inteligência. Mas o advogado Acilino Ribeiro nem sempre trajou o terno elegante de subsecretário de Movimentos Sociais e Participação Popular. Ele é um cidadão popular, humilde e muito simples.

Antes de assumir cargos públicos e políticos, ele foi um guerrilheiro, que se pode dizer um lutador por dias melhores. Foi preso duas vezes pela ditadura, exilado no exterior, há informações que Acilino foi até da segurança de Muamar Kadafi, passou por vários países onde existiam risco do imperialismo norte-americano dominar.

Acilino teve um destaque também por ter nos protestos de 2013, sido um dos advogados que conseguiu absolver os blacks blocks processados pelo quebra-quebra na Praça dos Três Poderes.

Mesmo sendo este revolucionário, ele diz que sempre que vai dormir ora, reza para Deus e para Jesus Cristo, pois entende que este é o maior revolucionário da história da humanidade. E que Jesus Cristo, é seu santo protetor revolucionário, comandante da revolução mundial pela paz, se o senhor tiver que me dar um poder, só o faça se for para fazer o bem, nunca use para fazer o mal a alguém. Se eu fizer mal a alguém, pode me tirar tudo o que o senhor quiser só não me tire a minha capacidade de sonhar.

Sua função no governo de Rollemberg é a governabilidade que é dada tanto pela base política e partidária quanto pela social, entende Acilino. Porque uma pode gerar crise institucional e a outra, desestabilização política. Eu cuido das relações com os movimentos sociais, desde os simpatizantes de madre Teresa de Calcutá até os blacks blocks, todos, comunitários, sindicais, ambientais, estudantis, culturais, mulheres, LGBT, ambiental, índios, ciganos e outros. Para tanto, isso não basta uma pessoa que tenha conhecimento acadêmico, técnico ou político, tem que ter, principalmente, a confiança dos movimentos sociais, e esta não é feita da noite para o dia, tem que ter um histórico de luta, além de ter agido em favor destes movimentos.

Este é Acilino Ribeiro, homem humilde, inteligente de notório saber e que será colocar seu nome para uma cadeira no senado federal em 2018, pelo PSB/DF.

Fonte: Portal do Blog do Carlindo Medeiros e Tribuna FM Brasília.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here

*

code

Please enter your comment!