Associação Latino-americana de Consultores Políticos envia nota sobre o caso Cambridge Analytica e Facebook

letterA Associação Latino-americana de Consultores Políticos, Alacop, lançou na última semana um comunicado onde esclarece sua posição, como entidade de representação dos profissionais de marketing e comunicação política, em relação às notícias sobre o uso indevido de dados pessoais envolvendo as empresas Cambridge Analytica e o Facebook. A nota, assinada por toda a diretoria da associação, ressalta a importância de uma atualização tecnológica constante, porém sempre baseadas nos princípios éticos e profissionais.

COMUNICADO ALACOP – À OPINIÃO PÚBLICA 
A Associação Latino-americana de Consultores Políticos – Alacop, é uma instituição formada por profissionais que atuam em campanhas eleitorais, comunicação de governos e partidos políticos por todo o continente. Tem se pautado, ao longo dos seus mais de 22 anos de atuação, pela conduta ética e pela defesa da democracia. Seus membros, ao serem aceitos pelo Comitê de Admissões, comprometem-se a cumprir com o Código de Ética da Associação.

Assim, diante das recentes notícias que relatam os problemas envolvendo a empresa Cambridge Analytica, o Facebook e a campanha eleitoral de Donald Trump, apontando para o uso inadequado de coleta de informações dos usuários da rede social, com objetivo de uso questionável em campanhas eleitorais, a Alacop vem a público posicionar-se, reafirmando seu compromisso com as boas práticas, lembrando que estamos vivendo momentos de intensas transformações, sobretudo nas formas de comunicação, com impactos profundos nas questões sociais e políticas.

Por este motivo, faz-se mais do que necessário um olhar crítico sobre condutas adequadas, lembrando que as tecnologias mudam e necessitamos sempre compreendê-las e aplicá-las, mas o posicionamento ético e a garantia de que os profissionais sejam agentes nos processos de melhorias das qualidades democráticas de nossos países, deve ser o principal fator norteador.

A América Latina viverá no ano de 2018 sete processos eleitorais de extrema importância e é fundamental que o Marketing e a Comunicação Política sejam compreendidos e aplicados como ferramentas de apoio à liberdade, aos direitos civis, à transparência e à democracia, sem que, por razão alguma sejam violados os direitos e garantias constitucionais que cada país estabelece.

• Alfredo Davalos López (Presidente) – Equador
• Marilú Brajer (Vice-presidente) – Argentina
• Gil Castillo (Chairwoman) – Brasil
• JF Ardáiz (Secretário) – Argentina
• Jean Paul Huber (Tesoureiro) – México
• Tatiana Larrea (Vogal) – Equador
• Gabriela Chavez Bonifaz (Vogal) – Peru
• Marcelo Weiss – Diretor Alacop no Brasil

Fonte: Terra

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*

code