Bolsa Família: Temer quer que equipe econômica não retire recursos do programa

Por Sandro Gianelli

11/07/2017- Brasília – DF, Brasil- Cerimônia de Lançamento do Programa Nacional de Regularização Fundiária.

Bolsa Família

O presidente Michel Temer determinou que a equipe econômica não retire recursos do programa Bolsa Família. Programa ficaria de fora de despesas condicionadas à aprovação de proposta de crédito. A ordem de Temer é manter verba integral do Programa.

“O presidente pediu para a gente avaliar a possibilidade de substituir o Bolsa Família por outro tipo de despesa. Nós estamos avaliando quais seriam essas possibilidades. E devemos levar ao presidente a proposta”.

Esteves Colnago, ministro do Planejamento.


Apoio dos militares

Fraga (DEM) e Izalci (PSDB) foram recebidos por militares da Polícia Militar e dos Bombeiros. O evento ocorreu no Gama e contou com a presença do candidato a vice na chapa de Fraga, Alexandre Bispo (PR), a candidata a federal Flávia Arruda (PR) e o candidato a distrital Hermeto (PHS). A maioria dos militares declararam apoio aos presentes.


Agressão

Na tarde de ontem (6), o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) foi vítima de uma facada durante evento de campanha realizado em Juiz de Fora (MG). A facada foi na região do tórax. Um suspeito foi preso.

Tá falado 1

Os candidatos a Presidência da República se manifestaram contra a agressão. Fernando Haddad (PT) repudiou totalmente qualquer ato de violência e desejou pronto restabelecimento a Jair Bolsonaro. Já Alvaro Dias (Podemos), afirmou que repudia todo e qualquer ato de violência. “Por isso a violência nunca deve ser estimulada. Eu não estimulo”,finalizou.

Tá falado 2

Ciro Gomes repudiou a violência como linguagem política, “solidarizo-me com meu opositor e exijo que as autoridades identifiquem e punam os responsáveis por esta barbárie”. Todos os presidenciáveis se manifestaram nas redes sociais.

Bolsonaro em Brasília

Na quarta-feira (5), Bolsonaro esteve em Brasília, onde foi recebido por milhares de pessoas. O evento foi marcado por uma carreata com saída de Ceilândia, até Taguatinga, e contou com chutes no Pixuleco.


Redução no orçamento

Os presidentes das comissões de Esportes e Turismo criticaram o tamanho de cortes do Executivo no orçamento de 2019 para as pastas. Além das duas pastas, Minas e Energia também poderá ter de trabalhar em 2019 com metade da verba que tiveram em 2018.

Perdas

O Ministério de Minas e Energia chegou a perder 55% da verba. Eram quase 15 bilhões de reais em 2018 e serão menos de 7 bilhões em 2019. A segunda pasta que mais perderá será o Turismo, com orçamento pela metade no comparativo com o ano passado. Esporte foi a terceira área com maior redução orçamentária, perdeu 42% dos recursos previstos.

“A gente sabe que precisa se investir em segurança pública, mas não é tirando o dinheiro nem do esporte nem da cultura que nós vamos conseguir resolver o problema de segurança pública. Muito pelo contrário, quando se investe em esporte você está investindo em segurança pública”.

Alexandre Valle (PP), deputado federal e presidente da Comissão de Esporte.

* A Coluna é escrita por Sandro Gianelli e publicada de segunda a sexta no Portal Conectado ao Poder, no Jornal Alô Brasília e no Portal Alô Brasília.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorEleitores de Planaltina escolhem novo prefeito no dia 28 de outubro
Próximo artigoVídeo | Conectado ao Poder – 08/09/2018
Consultor em Marketing Político; especialista em pesquisa de opinião pública; editor do Portal Conectado ao Poder; escreve a coluna On´s e Off´s, de segunda a sexta, no Jornal Alô Brasília; apresenta o programa Conectado ao Poder, aos sábados, das 6h às 8h, na Rádio 104,1 Metrópoles FM. É presidente da Associação dos Blogueiros de Política do Distrito Federal e Entorno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*

code