Câmara Legislativa discute regularização da colônia agrícola 26 De Setembro

A Câmara Legislativa realizou nesta quinta-feira (28) audiência pública para discutir a regularização da colônia agrícola 26 de Setembro. A sessão foi proposta pelo deputado Iolando Almeida (PSC), foi realizada no plenário da Casa e contou com a presença de moradores da região e autoridades.

Segundo Iolando, o propósito da Câmara Legislativa é chegar a um denominador comum entre as partes envolvidas: Poder Executivo, órgãos ambientais e moradores assentados naquele local. “Essa audiência busca que partes sejam assistidas, sejam ouvidas para que a gente possa encontrar na justiça o caminho ideal para a solução dessa demanda de mais de 23 anos”. Iolando acrescentou que o governo quer cobrar taxas “mas não quer regularizar”, referindo-se ao envio de contas de luz. 

O deputado Hermeto (MDB), em seu pronunciamento, destacou a importância de se unir forças para atender a população. “Temos que unir os deputados para resolver esses problemas de saneamento, de escola, de posto policial. Não é só o deputado Iolando, ou o Hermeto, é toda a Câmara”, afirmou.

Segundo a representante de licenciamento do Ibram, Gabriela Lima, o processo para regularização deve ser aberto para que haja o licenciamento. “A 26 de setembro é uma pauta muito importante para Brasília e para o Ibram. Esse processo ainda não é materialidade, precisamos que este processo chegue ao Ibram via licenciamento ambiental para que ocorra a regularização. Isso tudo vai ocorrer de uma maneira tranquila”, observou.

Já o diretor de Regularização da CODHAB, Leonardo Firme, garantiu que a Colonia Agrícola 26 de setembro é tratada pelo governador como prioridade e que o governo tem trabalhado para a reularização. “A caracterização já não é mais de área rural. Temos mais uma etapa vencida”.

A moradora Karita, representante da 26 de Setembro, falou sobre as dificuldades de se morar na região agrícola e da preocupação com a regularização. “Vim falar como moradora. É fundamental que a gente conheça os dois lados da história pra entender a complexidade da questão fundiária e que derrubando casas não é nem de longe uma solução. Mesmo essa situação da regularização estando em processo, ainda nos aterrorizam com as maquinas”. 

Fonte: Portal CLDF

COMPARTILHAR
Artigo anteriorAlargamento do Pistão Sul vai reduzir congestionamento
Próximo artigoBolsonaro diz que crescimento do PIB é “boa notícia em boa hora”
Consultor em Marketing Político; especialista em pesquisa de opinião pública; editor do Portal Conectado ao Poder; escreve a coluna On´s e Off´s, de segunda a sexta, no Jornal Alô Brasília; apresenta o programa Conectado ao Poder, aos sábados, das 6h às 8h, na Rádio 104,1 Metrópoles FM. É presidente da Associação dos Blogueiros de Política do Distrito Federal e Entorno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*

code