Câmara Legislativa será palco para jornada de 24 horas de dança

foto_27042015091945Buscando a reabertura de espaços culturais, defesa e ampliação do FAC entre outras demandas, dançarinos de diferentes segmentos se apresentarão em frente à Casa

Os dançarinos do Distrito Federal vão unir fôlego em um ato inédito para celebrar o Dia Internacional da Dança, comemorado em 29 de abril. Na véspera da data, dia 28, os profissionais se concentrarão em frente à Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), no Setor de Indústrias Gráficas (SIG), para uma jornada de ritmos, batizada como “A Virada da Dança”.

No encontro, bailarinos, professores, estudantes e até amantes das artes passarão 24 horas se apresentando, isto é, das 18h do dia 28 até as 18h do dia 29. O objetivo do evento é chamar a atenção do poder público para as demandas da categoria, como a reabertura de espaços culturais, além da defesa e da ampliação do Fundo de Amparo à Cultura (FAC). A iniciativa faz parte do movimento independente Mexa-se! Brasília tem dança!, que mobiliza representantes de diferentes segmentos ligados à dança.

Segundo o professor de dança, João Carlos Corrêa, um dos idealizadores do movimento e do ato que se realizará em frente à Câmara Legistativa do DF no dia 28 de março, a nova intervenção vai firmar a valorização dos espaços culturais voltados para a dança. A expectativa é atingir parlamentares e cidadãos que se solidarizem com as demandas da área. “Esperamos mobilizar um número ainda maior de artistas e grupos de dança para participarem desta festa aberta à população de Brasília, e que a Câmara Legislativa, o governo e a sociedade se solidarizem com nossas demandas”, declara o professor.

Dia 29 marcará também o encerramento da edição 2014 do projeto Dança e Cidadania, criado em 2005 para suprir uma demanda inicial de instrutores na área, bem como levar os valores de cidadania para as aulas de dança e para a vida dos participantes. O programa já recebeu  financiamentos de diversos órgãos e instituições ao decorrer dos anos, mas por falta de verba e término do patrocínio do FAC, a iniciativa chegará ao fim neste mês.

Na ocasião, estudantes que participam do projeto apresentarão coreografias referentes a quatro ritmos musicais, com duração não superior a 3 minutos cada uma. Beatriz Ferreira dos Santos, de 17 anos, faz parte da 1ª  turma da edição 2014 do programa. A estudante solicita um novo patrocínio para o grupo, já que a iniciativa dá oportunidade àqueles que desejam conhecer a dança e torná-la uma filosofia de vida. “A dança é algo muito precioso. É uma terapia, um remédio. Ela cura mal humor e faz muito bem, porque a pessoa se entrega e esquece tudo que se passa fora dali”, afirma a aluna.


O Grito da Dança

No mês passado, no dia 22, cerca de 300 pessoas entre artistas e espectadores promoveram a intervenção cultural “O Grito da Dança”, na Torre de TV. No local, foram apresentados diferentes números, como dança de rua, hip hop, samba, zouk, dança do ventre e contemporânea, charme, dança de salão e muito mais. Nem mesmo a chuva ofuscou as performances. A intervenção deu fruto a um videoclipe.

Este foi o segundo ano consecutivo que o Mexa-se! realizou eventos na capital da República. Em 2014, os artistas foram às ruas para mostrar a indignação diante da indiferença do Executivo para com as manifestações e reivindicações do setor.

Serviço
“A Virada da Dança”, promovida pelo movimento Mexa-se! Brasília tem dança! vai ocorrer das 18h de 28 de abril às 18h de 29 de  abril de 2015. Uma maratona de 24 horas de dança.
Local: Em frente à Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), no Eixo Monumental
Classificação: Livre

Fonte: Jornal Alô Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*

code