Chico Alencar questiona Eduardo Cunha sobre procedimento de deliberação sobre passagens aéreas para cônjuges



ChicoA autorização da Mesa Diretora da Câmara dos Deputados para que os parlamentares possam ter direito a passagens aéreas gratuitas para os respectivos cônjuges repercutiu muito mal na opinião pública. Tão mal que até o PSDB resolveu seguir o exemplo do PSOL e declarar publicamente que seus parlamentares vão abrir mão do “benefício” autorizado pelo presidente Eduardo Cunha.
Pelo menos para os deputados do PSOL está muito claro que cada parlamentar tem condição de pagar pelo transporte de seus familiares, o que fez o líder do partido na Câmara ser o primeiro a declarar que abriria mão do “benefício”, exemplo seguido por outros partidos. Mais do que isso, Chico Alencar cobrou do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, que decisões que tratem do dinheiro público e que repercutam sobre todos os parlamentares devem ser submetidas ao colégio de líderes, antes de serem aprovadas pela Mesa Diretora. “A permissão de compra de passagens para os cônjuges dos deputados está repercutindo muito mal. Essa ‘generosidade’ é um retrocesso, já que foi extinta em 2009. Do outro lado, a Câmara tende a ratificar o ajuste fiscal do governo federal, que só arrocha o trabalhador e as famílias brasileiras. Este tipo de decisão vai na contramão da austeridade”, afirma o líder do PSOL.

Assessoria de Comunicação

COMPARTILHAR
Artigo anteriorFrente Parlamentar da Segurança Pública é relançada
Próximo artigoFrente Parlamentar da Segurança Pública é relançada
Consultor em Marketing Político; especialista em pesquisa de opinião pública; editor do Portal Conectado ao Poder; escreve a coluna On´s e Off´s, de segunda a sexta, no Jornal Alô Brasília; apresenta o programa Conectado ao Poder, aos sábados, das 6h às 8h, na Rádio 104,1 Metrópoles FM. É presidente da Associação dos Blogueiros de Política do Distrito Federal e Entorno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*

code