CPI da Pedofilia quer ouvir participantes de peça teatral do CEF 3 de Planaltina

Por Sandro Gianelli

Deputado Distrital Rodrigo Delmasso / Reprodução da internet
Deputado Distrital Rodrigo Delmasso / Reprodução da internet

CPI da Pedofilia

O presidente da CPI da Pedofilia, deputado distrital Rodrigo Delmasso (PRB), convocou uma reunião extraordinária para aprovar um requerimento convocando todos os responsáveis pela peça teatral ocorrida no Centro de Ensino Fundamental 3, de Planaltina, na semana passada.

Educação sexual

A peça teatral realizada no CEF 3 foi tema de uma aula de educação sexual, o ator usava um pênis gigante de plástico amarrado à cintura. Fotos e vídeos tomaram de conta das redes sociais o que causou revolta em muitas pessoas. O assunto foi debatido pelos deputados distritais e o desfecho será pautado na CPI da Pedofilia. 

Pequeno Cidadão

O deputado distrital Juarezão (PSB) aprovou a Lei distrital 5.804/2017 que prevê a coleta de impressões papiloscópicas de recém-nascidos em maternidades do DF. Uma das vantagens da Lei e evitar a troca de crianças na maternidade. Recentemente a Lei foi discutida num Congresso nacional sobre papiloscopia. 

Carga tributária

O advogado e pré-candidato a senador Paulo Roque (NOVO) defende a diminuição da carga tributária. Para Paulo, o carga tributária é um dos motivos que enfraquecem o empreendedorismo. O Brasil é um dos países com as maiores cargas tributárias do mundo e onde os empresários perdem mais tempo com cálculos e gastos de impostos.

“Não é o estado que gera riqueza. Quem gera riqueza é o empreendedor junto ao seu trabalho, e com isso o país ganha. O estado maltrata muito o empreendedor. O Brasil continua sendo o país onde as empresas gastam mais tempo para calcular e pagar impostos. São 2.400h, em média.”

Paulo Roque, pré-candidato ao senador pelo NOVO.

Prisão abolida

A Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara dos Deputados aprovou o projeto de lei 3.181/2015 que institui o Código de Ética da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar do DF. Com a mudança, fica abolida a pena de prisão aos militares.

Atualização dos regulamentos

O presidente do colegiado, deputado federal Laerte Bessa (PR), defende a atualização dos regulamentos disciplinares da PM e bombeiros. Para o parlamentar, a extinção da pena de prisão para punição de falta disciplinar e, principalmente sua decretação sem nenhuma fundamentação escrita, é um marco para as categorias.

 

* A Coluna é escrita por Sandro Gianelli e publicada de segunda a sexta no Portal Conectado ao Poder, no Jornal Alô Brasília e no Portal Alô Brasília.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorPrefeito de Santo Antônio é denunciado pelo Ministério Público
Próximo artigoJustiça vistoria presídio de Formosa
Consultor em Marketing Político; especialista em pesquisa de opinião pública; editor do Portal Conectado ao Poder; escreve a coluna On´s e Off´s, de segunda a sexta, no Jornal Alô Brasília; apresenta o programa Conectado ao Poder, aos sábados, das 6h às 8h, na Rádio 104,1 Metrópoles FM. É presidente da Associação dos Blogueiros de Política do Distrito Federal e Entorno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*

code