DF recebe mais R$ 3,7 milhões para UTIs, cirurgias e transplantes

sesValor, repassado pelo Ministério da Saúde, será investido em sete hospitais. Saúde pública está em estado de emergência desde o início do ano.

O Ministério da Saúde repassou mais R$ 3,7 milhões ao Distrito Federal para custear despesas da Média e Alta Complexidade  – como UTIs, cirurgias e transplantes. O valor será investido no Hospital de Base e nos regionais de Taguatinga, Sobradinho, Asa Norte, Ceilândia, Paranoá e Gama.

De acordo com a Secretaria de Saúde, a pasta recebeu neste ano mais de R$ 300 milhões para o bloco. A área está em estado de emergência desde o início do ano, e entre os principais problemas estão o desabastecimento de remédios, o déficit de profissionais e a falta de leitos de terapia intensiva.

No último sábado, o G1 mostrou que um fotógrafo aguardava havia 20 dias por uma vaga em UTI para poder fazer cirurgia para retirada de um câncer no cérebro. A operação foi remarcada quatro vezes. O procedimento foi realizado no início da semana.

A Secretaria de Saúde disse que a diminuição das equipes de enfermagem com contratos temporários e a redução da carga horária de alguns profissionais (que passou de 24 horas para 20 horas) provocou a diminuição de vagas em UTI. Das 400 existentes, apenas 314 estão ativas.

Dados da Defensoria Pública mostram que 446 pacientes recorreram à Justiça em 2013 em busca de UTI. Em 2014, o número cresceu 65%, chegando a 744 processos. Apenas nos dois primeiros meses deste ano, foram 124 ações – média de duas por dia.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*

code