Distritais vão discutir se empresas de parentes podem fazer contratos

Três deputados têm interesse direto no assunto, que já chegou a plenário em duas oportunidades anteriores e foi derrubada em ambas.

A Câmara Legislativa vai debater se empresas de parentes dos deputados distritais podem fazer negócios com a administração pública. Projeto de autoria do petista Chico Leite que proíbe essas contratações já passou pela Comissão de Transparência da Casa e deve ser discutido em plenário no segundo semestre. Familiares de pelo menos três deputados distritais se enquadram na proposta e, por isso, é grande a polêmica em torno do assunto. Na madrugada da última quarta-feira, na sessão de encerramento do semestre legislativo, o tema gerou um acalorado debate no plenário.

Familiares dos distritais Robério Negreiros (PMDB), Cristiano Araújo (PTB) e Rafael Prudente (PMDB) são donos de empresas que prestam serviços ao governo. Prudente é sócio minoritário da 5 Estrelas Sistemas de Segurança, responsável pela vigilância de todas as terras de propriedade da Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap). Ele garante que não votará contra o texto de Chico Leite, mas apresentou emenda para estender as restrições a integrantes do Executivo. Já Robério alega que a proposta é inconstitucional.

O deputado Chico Leite já havia apresentado uma proposta semelhante na legislatura passada, que acabou rejeitada pela Câmara. Este ano, ele reabriu o debate sobre o assunto com a apresentação de um novo projeto. “Não quero lançar suspeita sobre nenhum contrato. Mas não podemos deixar que a sociedade tenha qualquer desconfiança sobre as relações do governo e sobre os contratos que são pagos com dinheiro público”, justifica o deputado.

Fonte: Correio Braziliense

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*

code