“Faremos oposição responsável ao governo Ibaneis”, afirma presidente do PSB/DF

Por Sandro Gianelli 

Carlos Siqueira, presidente do PSB nacional.

Oposição nacional

A Executiva Nacional do PSB se reuniu na segunda-feira, 5/11, e decidiu que o partido fará oposição ao governo do presidente eleito Jair Bolsonaro. Integrantes do partido entendem que as posições defendidas por Bolsonaro são contrárias aos preceitos da sigla. 

Oposição local

No Distrito Federal, a Executiva local se reuniu na terça-feira, 6/11, e decidiu fazer oposição ao governador eleito Ibaneis Rocha (MDB). O presidente do partido no DF, Tiago Coelho, afirmou que o posicionamento do partido em relação ao governo Ibaneis não será de oposição irresponsável. 

Tiago Coelho, presidente do PSB/DF.

Oposição responsável

“O partido fará uma oposição responsável. Não seremos oposição pelo simples fato de sermos oposição. Os projetos que forem de interesse para o Distrito Federal terão o apoio do PSB“, finalizou Tiago. 

Fidelidade partidária

Recentemente o nome da deputada distrital Luzia de Paula (PSB) circulou numa enquete para a Administração Regional de Ceilândia. A parlamentar agradeceu a lembrança mas afirmou para a Coluna que não tem nenhuma conversa acontecendo entre ela e membros do futuro governo e que seguirá a decisão do seu partido.

Nova eleição

E por falar em administrações, mal acabou uma eleição e já estamos nas prévias de outra. Os cargos em disputa agora são os de administradores regionais. Diversas enquetes estão sendo divulgadas com votações para medir a popularidade dos pretensos candidatos ou seria melhor dizer os pré-candidatos? 

Mobilização digital

A verdade é que essas enquetes não medem a popularidade de ninguém, no máximo medem a capacidade de mobilização digital de seus grupos. Algumas enquetes estão sendo realizadas com aplicativos confiáveis. Vou explicar. Se você participar de uma enquete e em seguida tentar votar novamente e conseguir. Tenha a certeza de que essa é uma das enquetes manipuláveis.

Fique atento

As enquetes mais próximas da realidade. Eu disse próxima mesmo. São realizadas com a captação do IP do computador. Se você consegue votar várias vezes no mesmo navegador ou se consegue votar uma vez em cada um dos navegadores instalados no seu computador. Infelizmente, o resultando já foi comprometido.

Spam eleitoral

Até faixas já foram espalhadas em alguns pontos do DF. Mostrando que os pré-candidatos estão em plena campanha. Pedidos de votos em aplicativos como o WhatsApp já é algo comum, seja pedindo diretamente aos amigos, divulgando em grupos ou em listas de transmissão.

Tá falado

Agora o ponto principal que deve ser mais levado em conta é que até o momento o governador Ibaneis não disse para ninguém que levará em conta qualquer resultado promovido por enquetes. As vezes o que era pra ajudar, faz mais mal, do que cura.

Tem de tudo

Os campões nas enquetes são lideranças comunitárias, assessores de parlamentares e pasmem. Até nome de parlamentares circulam nas enquetes. Alguns pedem para ter seu nome inserido. Outros tomam conhecimento quando a enquete já esta sendo divulgada.

Ibaneis Rocha (MDB), governador eleito do DF.

Manda quem pode

No final das contas quem vai decidir quem serão os administradores é o governador eleito Ibaneis. Seja por escolha pessoal, por indicação partidária, por indicação parlamentar, ou seja por lista tríplice como alguns acreditam.

Ele defendeu

Por hora, nada de eleição para administrador, mas não se esqueçam que Ibaneis, quando presidiu a OAB/DF, foi um dos defensores deste formato de escolha popular. Com o governo sob seu comando, podemos esperar que, finalmente isso seja colocado em prática, mas com certeza não será até o dia 1º de janeiro.

 

* A Coluna do Gianelli é escrita por Sandro Gianelli e publicada de segunda a sexta no Portal Conectado ao Poder.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*

code