Governador do CE sugere que Temer dispute o Senado em 2014

Em campanha para que o PSB integre a chapa majoritária na eventual candidatura à reeleição da presidente Dilma Rousseff, o governador do Ceará, Cid Gomes, disse que “é mais justo” que seu partido indique o candidato a vice-presidente – cargo hoje ocupado por Michel Temer (PMDB). Em almoço com a presidente Dilma Rousseff, em Brasília, na quinta-feira, 8, o governador já havia defendido a indicação de Eduardo Campos, governador de Pernambuco, ao cargo.

“O PMDB é uma federação de lideranças locais, sem projeto nem unidade nacional – em cada Estado, o partido tem uma posição diferente, diferente do PSB, que é menor, mas é mais coeso”, avaliou Cid. “Além disso, tudo caminha para que o PMDB presida as duas Casas (Senado e Câmara Federal), então acho justo que o PSB também tenha uma participação.”

Sobre a posição de Temer, o governador sugeriu que ele disputasse uma vaga no Senado por São Paulo. “Ele teria grande chance de ser eleito e, nesse caso, de assumir a presidência do Senado, o que, para ele, seria até muito melhor do que ser vice-presidente”, afirmou, salientando que o “nome natural” do PSB ao cargo seria o de Eduardo Campos. “Essa é minha posição pessoal, ainda não conversei com ele (Campos) sobre isso.”

Fonte: Congresso em Foco

COMPARTILHAR
Artigo anteriorJustiça arquiva inquéritos cível e criminal contra filho de Lula
Próximo artigoJantar em Águas Claras reúne 12 senadores, menos dois do DF
Consultor em Marketing Político; especialista em pesquisa de opinião pública; editor do Portal Conectado ao Poder; escreve a coluna On´s e Off´s, de segunda a sexta, no Jornal Alô Brasília; apresenta o programa Conectado ao Poder, aos sábados, das 6h às 8h, na Rádio 104,1 Metrópoles FM. É presidente da Associação dos Blogueiros de Política do Distrito Federal e Entorno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*

code