Governo de Goiás vai adquirir R$ 1,5 milhão em medicamentos com desconto via Consórcio Brasil Central

Ação conjunta envolve sete estados e deve gerar aos cofres públicos goianos uma economia de até 30%

Encerrando a produtiva agenda desta terça-feira (6/8) em Brasília, o governador Ronaldo Caiado participou da Assembleia do Consórcio Brasil Central, ocasião em que foi anunciada uma compra coletiva de medicamentos voltada para as secretarias da Saúde dos Estados participantes. No caso de Goiás, o investimento será de quase R$ 1,5 milhão. Marcada para novembro, a ação conjunta vai gerar uma economia de 30% ao Estado, confirmou o governador.

Caiado celebrou a parceria entre os sete estados que compõem o consórcio (Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins, Rondônia, Maranhão, Distrito Federal) e garantiu que a iniciativa tende a melhorar a vida do cidadão, já que os recursos economizados poderão ser aplicados em outras áreas essenciais do serviço público. Também vislumbrou mais aquisições coletivas futuras. “Já imaginou uma compra envolvendo sete estados? Você tem diferencial, isso é importante. Então, amanhã, quando houver a necessidade de adquirirmos aparelhagem de ressonância, tomógrafos, mamografia e tantos outros aparelhos que são caríssimos teremos um atendimento diferenciado.

Presidente do Consórcio Brasil Central e governador do Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja informou que a iniciativa envolvendo a compra dos medicamentos tem parceria com a Organização das Nações Unidas (ONU), e explicou o passo a passo. “Vamos publicar o chamamento, o edital que vai nortear essa compra. O Consórcio vai ratear o valor com os estados. Como o pagamento será à vista, dará mais poder de negociação. Nosso interesse é realmente baratear o custo.

Azambuja confirmou ainda que essa experiência aplicada na saúde tende a ser reproduzida em outras áreas que envolvem o interesse comum dos governos. Enquanto isso, o Consórcio atualmente trabalha no desenvolvimento de seis projetos, que foram pauta da reunião desta tarde. Entre eles, o Mercado Comum entre o Bloco (unidade fiscal); as Rotas Integradas de Turismo; o Projeto Psicultura, em parceria com Embrapa, Asbraer e Anater; e o Brasil Central Global (abertura de mercados na Europa).

Todas as ações, afirmou o governador de Goiás, evidencia “a força de um consórcio que funciona como uma cooperativa de estados, uma união de esforços que se mostra exitosa e importante nos cenários político e econômico do País“.

Acompanharam o governador na reunião o presidente da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Goiás (Codego), Pedro Sales; e o secretário de Administração, Bruno Magalhães.

Mais cedo, Caiado esteve com a bancada federal goiana para discutir soluções envolvendo o fornecimento de energia elétrica no Estado, atualmente gerido pela Enel. E pela manhã, participou do Fórum de Governadores, que teve como principal pauta as próximas etapas da Reforma da Previdência, bem como a Reforma Tributária, que deve entrar em discussão no Congresso Nacional neste segundo semestre.

Fotos Octacilio Queiroz

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*

code