Grupo de 10 ministros acompanha reunião de Dilma com governadores no Alvorada

20150730224541A reunião da presidente Dilma Rousseff com governadores no Palácio da Alvorada, na tarde desta quinta (30), conta com a presença de dez ministros. Estão no encontro com os governadores os titulares da Fazenda, Joaquim Levy; Planejamento, Nelson Barbosa; Justiça, José Eduardo Cardozo; Casa Civil, Aloizio Mercadante; Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, Edinho Silva; Aviação Civil, Eliseu Padilha; Integração Nacional, Gilberto Occhi; Cidades, Gilberto Kassab; Secretaria da Micro e Pequena Empresa, Guilherme Afif Domingos, e da Saúde, Arthur Chioro.

Desde essa quarta, 29, o Planalto já trabalhava com a ideia de que os ministros Joaquim Levy e Nelson Barbosa apresentassem aos governadores as previsões de recuperação da economia a partir do início do ano que vem, em uma tentativa de dizer que existe “uma luz no fim do túnel”, apesar dos números negativos deste momento.

Dilma também quer aproveitar a conversa desta tarde para pedir o apoio dos governadores no andamento das votações de interesse do governo federal no Congresso no segundo semestre. Na reunião, a presidente tentará mostrar que as medidas também gerarão benefícios para os Estados.

O Planalto precisa concluir a votação do ajuste fiscal e, por isso, o apoio dos governadores junto às suas bancadas é importante. O governo quer ajuda também para votar temas como a repatriação de recursos que estão no exterior, considerado fundamental para obter uma arrecadação extra da ordem de R$ 25 bilhões.

Há pouco, ao abrir a reunião, Dilma afirmou não negar as dificuldades da crise econômica que atinge o Brasil, mas fez questão de destacar que o governo tem todas as condições de enfrentar os desafios em um prazo mais curto do que alguns pensam. “A economia brasileira é bem mais forte, sólida e bem mais resiliente do que era alguns anos atras quando enfrentou crises similares”, disse a presidente, destacando que a reunião de hoje tem papel importante na condução dos destinos do Brasil.

Diante de ameaças de impeachment, a presidente mandou um recado para os presentes. Disse que todos têm um patrimônio em comum: o fato de terem sido eleitos pelo voto democrático e popular. E destacou que todos assumiram um compromisso perante os eleitores para governar até 2018.

Fonte: Estadão Conteúdo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*

code