Guarda Janio fala sobre sua volta ao trânsito e a eleição de 2014

Guarda Janio esta de volta ao trânsito do DF. Ele que sempre atuou como um educador no trânsito seja na PM ou com a “campanha não faça do trânsito uma arma” e agora volta para sua cidade e divide seu tempo entre o semáforo do centro da Ceilândia e a faixa de pedestres em frente à faculdade IESB na Ceilândia Norte. A atuação de Janio é nos horários de maior necessidade. Quando não esta na faixa de pedestre, Guarda Janio esta atuando nos comércios e em ocorrências.

Conversando com o Blog, Janio falou sobre sua volta ao trânsito, sua pré-candidatura a deputado distrital na eleição de 5 de outubro e sobre a faixa de pedestre localizada em frente à fundação Bradesco.

Em relação à política, Janio disse que é pré-candidato a deputado distrital. Questionado sobre seu partido, o Guarda foi categórico. “Como militar não posso me filiar a nenhum partido, pois a lei não permite. Só posso me filiar nas convenções partidárias que ocorrem em junho. Alguns partidos me procuraram, mas estou avaliando com calma. Em 2006 e 2010 a população do DF me deu votos suficientes para ser eleito deputado distrital, mas por conta da escolha do partido, acabei ficando de fora. Estou avaliando com cautela”, encerrou Guarda Janio.

Janio falou sobre a conquista de um semáforo no balão da Fundação Bradesco, na Ceilândia, e desabafou sobre uma antiga faixa de pedestre em frente à escola, que tem prejudicado a circulação dos veículos.

“Antes da instalação do semáforo, a faixa era de vital importância, agora a faixa acaba atrapalhando e causando acidentes. Esta faixa fica em frente à escola, há poucos metros do semáforo, no sentido Sul-Norte. Quando o semáforo abre, os motoristas ficam na duvida se param na faixa ou seguem, isso acarreta em congestionamento e muitas vezes causam acidentes”, conclui Janio.

A sugestão do Guarda Janio seria retirar esta faixa e colocar faixas no semáforo com temporizadores para os pedestres, igual as que existem no centro de Taguatinga.

DSC08568Infelizmente na última sexta-feira (4/4) um estudante acabou sendo atropelado nesta faixa. Para Janio, enquanto esta situação não for resolvida os acidentes e congestionamentos devem continuar e só nós resta aguardar uma solução por parte do governo.

Por Sandro Gianelli

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*

code