Hospital da Criança, no DF, recebe alvará para construção de novo bloco

hospital_crianca_dfDocumento era último passo antes das obras; custo será de R$ 82 milhões. Inauguração é prevista para outubro de 2016, com 202 novos leitos.

O governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, entregou nesta quarta-feira (29) o alvará de construção para a expansão do Hospital da Criança à presidente da Organização Mundial da Família (OMF), Deise Kusztra. A entidade estabeleceu parceria com o GDF para as obras, que devem ser iniciadas no próximo mês e concluídas em outubro de 2016.

O alvará era a última pendência burocrática para a construção do Bloco 2, segundo o governo. Em junho, um decreto do GDF classificou o projeto como “objeto de interesse público” para agilizar o trâmite dos documentos. Segundo Rollemberg, a nova ala representa oferta de serviço de qualidade para as crianças em tratamento de câncer.

O GDF afirma que a área de 22 mil metros quadrados reservada para o novo prédio já recebeu terraplanagem e que as estruturas pré-moldadas já estão estocadas. O custo de R$ 82 milhões é inteiramente bancado pelo governo, incluindo R$ 30 milhões que seriam destinados aos Jogos Universitários Mundiais (Universiade) em 2019. O evento foi cancelado.

As instalações atuais do Hospital da Criança abrigam 30 consultórios, 22 leitos de internação e uma sala para pequenas cirurgias. O novo bloco, com dois andares, terá 202 leitos de internação, incluindo 40 de terapia intensiva, cinco salas cirúrgicas e laboratórios ambulatoriais e de pesquisa.

A primeira etapa do hospital foi inaugurada em 2011 e construída com recursos da Abrace. A entidade ainda é gestora do espaço em parceria com a Secretaria de Saúde. Todos os pacientes em tratamento no local precisam ser encaminhados por hospitais da rede pública.

Além dos tratamentos para câncer, a unidade oferece consultas pediátricas em especialidades como alergia, cardiologia, dermatologia, neurologia e ortopedia. Os pacientes também podem fazer fisioterapia, fonoaudiologia, hemodiálise e psicologia no próprio hospital.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*

code