Izalci curto e grosso, faz sua avaliação do governo Agnelo

Izalci_(PR-DF)-Deputado, por que o senhor entregou ao ministro da Justiça, Eduardo Cardoso documento de auditoria sobre o governador Agnelo?

Para justificar a atitude aloprada de mandar a PF investigar documentos apócrifos que hoje sabemos faz parte da fábrica de dossiês falsos que o PT montou no Brasil, o ministro disse que qualquer denúncia que lhe chegasse às mãos, mandaria investigar. Então aproveitei sua ida à Câmara para a Audiência Pública na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJC) no último dia 2 de dezembro e entreguei a auditoria que fiz sobre os desmandos do governador Agnelo no Ministério dos Esportes e na Anvisa. Esses, sim, são documentos legais e assinados. Se quiserem investigar, vão encontrar material contundente que poderá provar os malfeitos já amplamente divulgados pela mídia.

-Como homem de Educação, qual a avaliação que o senhor faz da gestão atual na área?

A pior possível. E não estou aqui fazendo oposição por oposição como sempre fez o PT. A avaliação que faço é a mesma da população, dos professores, daqueles que querem que Brasília volte a ser referência em Educação como sempre foi no passado.  O Distrito Federal ficou em penúltimo lugar na avaliação dos estudantes de ensino médio. A evasão e repetência escolar passou dos 50%. O governo não executa as emendas que ele mesmo propôs aos representantes do DF no Congresso.  Mandaram um manual com as áreas nas quais haveria necessidade de aporte financeiro. Fizemos as emendas de acordo com as sugestões contidas no manual. Mais de 90% dos recursos não foram utilizados. Ou seja, não há falta de dinheiro. É incompetência mesmo.

-E na Saúde, área, a qual o governador prometeu mudança radical?

Essa está ainda pior, porque além do caos no atendimento com gente que morre nas filas, ainda tem os escândalos de desvios. O último foi esse aí do equipamento para fisioterapia denunciado hoje na coluna Esplanada no UOL. O GDF pagou mais de R$ 4,5 milhões por um equipamento que custa cerca de R$ 1 milhão. Apesar de tentarem esconder ou negarem a compra, o contrato foi celebrado e empenhado pelo GDF.  Um absurdo.

– E a Segurança Pública?

É um segmento que está insatisfeito com toda razão. O governador assinou um compromisso com 13 pontos e não cumpriu nenhum. Sequer recebe as lideranças para conversar. Não respeita e não é respeitado. Quem sofre é a população que vive na unidade da federação que tem a melhor polícia do país, mas sem um combate efetivo à violência, o brasiliense está inseguro, com medo.

– O Transporte Público tem jeito?

Tem, desde que seja feito com planejamento e boa gestão. Um governo que não planeja e não sabe gerir só causa “imbróglios” como esse a respeito dos cobradores e motoristas de ônibus que de uma hora para outra podem ficar desempregados e sem o pagamento de seus direitos. Isso tudo se deu porque o GDF foi incompetente em articular com as novas empresas de ônibus que estão entrando no sistema o aproveitamento dos funcionários. Quando o governo for tratar da indenização das empresas que saíram do sistema, essa questão trabalhista pode ser resolvida. Mas o que fez o GDF? Não articulou o aproveitamento dos empregados e se comprometeu a pagar a dívida das empresas com os funcionários. Mas a Justiça suspendeu o pagamento com base na proibição constitucional de transferência de dívidas de particulares para a administração pública. Ou seja, o governo não fez o seu papel e ainda prometeu aquilo que por lei não poderia cumprir.

– Falando de sucessão, o PSDB tem ou não tem candidato às próximas eleições majoritárias?

Eu sou pré-candidato e estou muito animado com a receptividade e o apoio que tenho recebido em todo o DF.  Acho que temos todas as condições de unir as oposições. O atual governo tem uma rejeição muito grande. As prioridades do governo não são as prioridades da população, que exige serviços com padrão de qualidade para a educação, saúde, segurança. Brasília já teve a melhor educação, a melhor saúde e a melhor segurança, hoje não temos mais nada isso. A saúde só é boa na propaganda, porque na prática as pessoas morrem na fila aguardando consulta. Eu não vejo nenhuma dificuldade nas próximas eleições em ganhar, apesar do poder econômico e da estrutura do atual governo. Além disso, temos a vantagem do Aécio Neves ser candidato à presidência da República. Um ex-governador aclamado pela população mineira pelo modo de governar do PSDB, com ética, eficiência, boa  gestão e meritocracia.

Fonte: Redação/Edson Sombra – 05/01/2014

COMPARTILHAR
Artigo anteriorO poder e a sensibilidade
Próximo artigoEntrevista: Jofran Frejat (PR)
Consultor em Marketing Político; especialista em pesquisa de opinião pública; editor do Portal Conectado ao Poder; escreve a coluna On´s e Off´s, de segunda a sexta, no Jornal Alô Brasília; apresenta o programa Conectado ao Poder, aos sábados, das 6h às 8h, na Rádio 104,1 Metrópoles FM. É presidente da Associação dos Blogueiros de Política do Distrito Federal e Entorno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*

code