Lista tríplice na Polícia Civil elegeria opositores a Rollemberg

ANA MARIA CAMPOS

Para integrantes do governo do DF, parte da tentativa de derrubar o diretor-geral da Polícia Civil do DF, Eric Seba, tem como motivação a regra em vigor que estabelece lista tríplice, eleita por agentes, peritos, escrivães, papiloscopistas e delegados, para o comando da instituição.

Uma seleção como essa hoje mostraria a preferência da categoria a um nome de oposição a Rodrigo Rollemberg (PSB) pela expectativa frustrada de reajuste salarial.

O governador teria de nomear um adversário para uma área importante e estratégica na segurança pública.

Nas últimas semanas, Eric Seba tem sido bombardeado por gravações clandestinas de conversas mantidas em seu próprio gabinete divulgadas com o propósito de criar um constrangimento público.

Na política, na justiça, na oposição…
Para o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), é inconstitucional por vício de iniciativa a emenda à Lei Orgânica do DF que estabelece lista tríplice para a escolha de dirigentes da Polícia Civil, da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros e do Detran.

O problema é que a legislação invade uma competência do Executivo de escolher os ocupantes de cargos de direção. A lei é de autoria do vice-presidente da Câmara Legislativa, deputado Wellington Luiz (PMDB), agente aposentado da Polícia Civil e ex-presidente do Sinpol/DF, um dos principais representantes da oposição a Rollemberg na Casa.

A ação direta de inconstitucionalidade que questiona a lei está na pauta de hoje (30/01) do Conselho Especial do Tribunal de Justiça do DF.

A vice-procuradora-geral de Justiça do DF, Selma Sauerbronn, vai representar o MPDFT na sessão e defender a cassação da lei. Mas o presidente da Câmara, Joe Valle (PDT), já avisou que, se isso ocorrer, o Legislativo vai recorrer.

Escolha pessoal
A lista tríplice é uma reivindicação da Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF) para o comando da Polícia Federal que não foi respeitada pelo presidente Michel Temer, peemedebista como Wellington Luiz, na escolha do atual diretor-geral, Fernando Segóvia.

Mensagem para adversários
Cada um vai entender de um jeito e certamente há alguém para vestir a carapuça, mas na imagem de WhatsApp do diretor-geral da Polícia Civil do DF, Eric Seba, há uma mensagem para os adversários que tentam derrubá-lo: “Nunca discuta com um ignorante. Ele te rebaixará até o nível dele e te vencerá por experiência”. Citação do escritor Mark Twain.

Fonte: CB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*

code