Manifestantes protestam por contratação de professores e orientadores pedagógicos



20150703120534507864uUm grupo de candidatos aprovados no concurso da Secretaria de Educação do Distrito Federal, realizado em 2013, com apoio do Sindicato dos Professores (Sinpro/DF), fizeram protesto em frente ao Palácio do Buriti, nesta sexta-feira (3/7). Eles pediram mais nomeações para professores e orientadores pedagógicos que estão no cadastro reserva da seleção.

Segundo a Polícia Militar, cerca de 100 manifestantes estavam no local, mas os organizadores do movimento afirmaram que o número chegou a 300 pessoas. Nenhuma via do Eixo Monumental foi fechada e o trânsito fluiu normalmente.

De acordo com Carlos André, aprovado que passou para professor e aguarda nomeação da secretaria, as nomeações são válidas e não podem ser impedidas devido ao limite prudencial imposto pela Lei de Responsabilidade Fiscal. “É grande o número de vacâncias e aposentadorias na pasta, além de faltar professor em sala de aula”, defende.

Um levantamento realizado pelo Sinpro/DF aponta que, somente este ano, foram 731 aposentadorias, mas sem nenhuma contratação. Segundo Cláudio Antunes, diretor da entidade representativa, existem professores temporários no lugar de efetivos e isso é inconstitucional. “No caso dos orientadores a situação é ainda pior, já que não tem nem a substituição temporária. As escolas simplesmente ficam sem o profissional, o que repercute na qualidade do ensino”, alerta. Segundo Antunes, para 300 alunos é necessário um orientador.

Até o fechamento da matéria, nem a Secretaria de Gestão Administrativa e Desburocratização (Segad), responsável pelos concursos do governo, nem a Secretaria de Educação se pronunciaram.

Fonte: concursos.correioweb.com.br/

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*

code