Marconi exonera todos secretários até o terceiro escalão

Marconi PerilloO governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB),  vai exonerar todos os secretários, diretores e funcionários comissionados que compõem os três primeiros escalões do governo. Em decreto a ser assinado na virada do ano, o governador promove na prática uma ampla reforma na estrutura básica do governo.

A revelação foi feita em entrevista exclusiva concedida ao jornal A Redação, no final da manhã deste sábado (28/12), na sala de reuniões do Palácio das Esmeraldas, em Goiânia. Durante quarenta e cinco minutos de entrevista, o governador respondeu aos jornalistas João Unes e Adriana Marinelli sobre a reforma administrativa, que será oficializada na segunda-feira (30/12), sobre política e suas principais ações à frente do Governo de Goiás. E anunciou: “2014 será o ano da entrega de obras, de realizações do governo”.

Marconi foi direto ao garantir que “vai exonerar toda estrutura básica do governo.”

“Teremos  mudanças em todo 1°, 2° e 3° escalão. Vou trabalhar durante todo o fim de semana para deixar tudo definido, já estou com o quadro na mão. Alguns serão  afastados de uma pasta e já serão colocados em outra. Acho importante essas mudanças”, afirmou. Sobre as alterações, Marconi, que já anunciou Orion Andrade para a Agência de Comunicação (Agecom), também anunciou outros nomes. “O Adauto Barbosa Júnior ficará na Controladoria Geral do Estado.”

Marconi, que continua preferindo não falar sobre as eleições de 2014, voltou a afirmar que seu foco é o governo do Estado e que os índices positivos de seu governo se devem a “ações planejadas, gestão determinada e articulação com todos os segmentos. “Gestão política e administrativa eficientes”.

Ele reafirmou e que só definirá se será ou não candidato à reeleição em junho. Perguntado sobre um nome que ele indicaria para disputar as eleições, caso ele realmente não seja candidato, Marconi voltou a citar o nome do vice-governador José Eliton.

Marconi disse que 2013 foi um ano importante para o PSDB e destacou a filiação de Henrique Tibúrcio, presidente da OAB-GO. “No meu partido hoje temos agora um nome novo em quem eu aposto muitas fichas, que é o doutor Henrique Tibúrcio. É um nome que eu apostaria minhas fichas”, garante.

Popularidade

Questionado sobre o bom momento vivido pelo Estado e pela sua recuperação nas pesquisas, o governador também não economizou nas palavras. “Tudo que está acontecendo hoje foi rigorosamente planejado. Nenhum governo dá certo sem planejamento. Todo esse avanço eu atribuo ao planejamento e também à boa gestão”, disse.

Para o governador, 2013 foi o ano da superação e 2014, segundo ele, será o ano da colheita. ” Já estamos colhendo os frutos do nosso trabalho. Sou um governador que cobro e estimulo a equipe que trabalha comigo. Quero saber sempre de todos os detalhes do governo, acho que é por aí”, completa.

Balanço positivo

Durante a conversa com os jornalistas do A Redação, Marconi enfatizou os saltos dados por Goiás nos últimos três anos. Com detalhes e falando sobre suas constantes visitas às obras em andamento em todo o Estado, o governador fez um balanço de todas as áreas e reafirmou: “Estamos executando em Goiás o maior volume de obras de todos os tempos.”

“Considerando as obras sociais, ressalto o Bolsa Futuro, de qualificação profissional, que vai qualificar 500 mil jovens e adultos até agosto do ano que vem. Ressalto também o programa Bolsa Universitária, que terá ajudado, até o final do ano que vem, mais de 150 mil alunos”, pontuou. O governador falou, ainda, do Cheque Moradia e do Cheque Reforma, que vão chegar a 250 mil famílias atendidas.

“Tem também o Vapt Vupt, uma marca do meu governo, que vai chegar a 50 unidades na próxima segunda-feira (30/12). Outro ponto importante é que os Vapt Vupts estão direcionando os atendimentos para segmentos específicos. Tem, entre outras, a unidade do idoso, para aposentados, outra empresarial.”

Educação, Segurança e Tecnologia

Ao falar sobre os avanços registrados na Educação, Marconi afirmou que se orgulha do Pacto Pela Educação e, ao ressaltar algumas ações do governo, ele mencionou o Prêmio Poupança Aluno, que beneficiou mais de 10 mil estudantes este ano e será estendido em 2014. No ano que vem, além dos alunos, professores e escolas estaduais que se destacarem também serão premiadas.

O Prêmio Aluno contempla os estudantes das escolas públicas estaduais que conquistaram as melhores notas na Prova Goiás com uma poupança de R$ 1,1 mil, cada um. “Ainda na Educação, ressalto a entrega de 60 escolas padrão século XXI e a reforma das escolas. Ao todo, mais de mil escolas da rede pública estadual foram reformadas.” Para o governador, todo esse investimento em Educação resultou em grandes conquistas para o Estado. “No Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), por exemplo, saltamos no 16° para o 5° lugar”, comemora.

Na Segurança Pública, conforme disse o governador, além de novas viaturas e reforço no armamento, o Governo de Goiás está organizando a contratação de 5,5 mil novos homens para as forças policiais.

“Na área de Ciência e Tecnologia, destaco a criação dos primeiros Parques Tecnológicos de Goiás”, lembrou Marconi. Os parques tecnológicos permitem que empresas inovadoras, em qualquer fase de desenvolvimento empresarial, de incubadas a maduras, encontrem espaços e serviços adequados para o desenvolvimento de suas atividades. Além disso, os parques são mecanismos estratégicos de fortalecimento da competitividade empresarial por meio da catalisação da geração de inovação pelas empresas.

Saneamento

“É uma área que ninguém vê, mas é de extrema importância”. Foi o que disse Marconi ao iniciar a apresentação do balanço relacionado às obras de saneamento básico em Goiás. Segundo o governador, o Sistema Produtor Mauro Borges Teixeira vai abastecer de água, de forma barata e abundante, todas as cidades que compõem a Região Metropolitana de Goiânia, assegurando por pelo menos 30 anos um eficiente fornecimento, mesmo nos períodos de seca prolongada. “Tem também o Sistema de Captação de Água no Corumbá IV, que vai atender toda região do Entorno de Brasília.”

“Ainda falando sobre Saneamento Básico, tenho outro dado relevante.  Em 1998, Goiás contava com dez estações de tratamentos de esgoto, hoje contamos com 84 e mais 14 estão em construção. Isso é um dado histórico”, completa.

Rodovias e outras obras

Durante a entrevista, o governador também falou com orgulho sobras as obras rodoviárias. “Até o final de 2014, serão mais de 5 mil quilômetros de rodovias totalmente reconstruídas. Estamos transformando nossas estradas em tapetes, incluindo sinalização noturna”, disse. “Já temos concluídos outros 3 mil quilômetros de rodovias novas. Isso significa intervenção em 8 mil quilômetros de rodovias goianas num só governo.”

Marconi também falou sobre a ponte sobre o Rio Araguaia,  que liga as cidades de Aruanã (GO) a Cocalinho (MT), e deverá ser entregue em março do ano que vem. “será a maior ponte já construída em Goiás e custará cerca de R$ 32 milhões”, destaca. “São várias obras estratégicas em todos os cantos do Estado.”

A duplicação da rodovia que liga Goiânia à cidade de Goiás também foi citada pelo governador, além das obras de duplicação e iluminação da estrada que liga a capital ao município de Bela Vista, que também receberá ciclovia. “Falando em obras, não podemos deixar de lado o Aeroporto de Cargas de Anápolis, que será o segundo maior do País, e do Centro de Cultura de Convenções, em construção no mesmo município.”

Em Goiânia, conforme disse Marconi na entrevista, os trabalhos também são intensos. “Temos o Centro de Excelência do Esporte, o Estádio Olímpico, a ampliação e modernização do Autódromo  Internacional Ayrton Senna, sem falar no novo Aeroporto de Goiânia, que é uma obra da qual eu me orgulho muito. Fui mais de 50 vezes a Brasília para lutar pela retomada daquelas obras. Não tem como não me orgulhar”, acrescenta.

Perguntado sobre os constantes elogios recebidos de prefeitos goianos dos mais variados partidos, inclusive da oposição, o governador afirmou que fica feliz e comentou sobre as parcerias existente entre Estado e municípios. “Me chamam de municipalistas porque eu ajudo mesmo, independente da relação partidária. No caso de Anápolis, por exemplo, com o prefeito Gomide (PT), repassei R$ 8 milhões para ele fazer asfalto na cidade. Em Aparecida de Goiânia, eu e o prefeito Maguito estamos fazendo juntos a Alameda da Paz, que está custando mais de R$ 10 milhões para o Estado”, afirmou, completando que também sempre teve uma excelente relação com a presidente Dilma Rousseff (PT).

Economia e geração de empregos

O fato de Goiás, que é a 9ª maior economia do Brasil, ter crescido mais que o dobro do País no último ano também é motivo de alegria e orgulho para Marconi. “Em 1999, Goiás exportava US$ 317 milhões, hoje exportamos quase US$ 8 bilhões”, ressalta.

Em 2013, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho e Emprego (Caged/MTE), Goiás se destacou entre os Estados que mais geraram empregos formais no País. Foram 88.950 novas colocações com registro em carteira de janeiro a outubro de 2013, representando um acréscimo de 7,73% em relação ao mesmo período do ano anterior, e superior ao acréscimo no índice nacional que foi de 3,7%. “Foram mais de 800 mil empregos líquidos em 15 anos”, acrescenta o governador.

Marconi destacou o salto dado por Goiás no  Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM). Em duas décadas, o Estado avançou 50,6%, crescimento superior à média nacional, que foi de 47,5%. Entre o primeiro estudo, feito em 1991, e o último, com base nos dados do Censo 2010, os municípios goianos ganharam duas posições no ranking nacional, passando do 10º para o 8º lugar. “2014 será, sem dúvidas, o ano do coroamento, da entrega”, finaliza.

Fonte: Blog do Sombra / Adriana Marinelli, A Redação – Estação da Notícia – 30/12/2013

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here

*

code

Please enter your comment!