Marina lidera cenário contra Dilma


marina-silvaPesquisa indica que a ex-ministra Marina Silva (PSB) venceria a atual presidente com 2,3 de vantagem.

Na semana passada, a pesquisa Tribuna do Planalto / Grupom mediu o humor do eleitorado de Rio Verde em relação aos pré-candidatos ao governo e presidência da República. Nessa semana, os números são de Aparecida de Goiânia. Segundo apurado, a ex-ministra Marina Silva (Rede-PSB) continua sendo a única candidata que pode vencer a atual presidente Dilma Rousseff (PT) na corrida pelo Palácio do Planalto. A pesquisa tem divulgação em parceria com a Rádio 730.

No primeiro cenário, a socialista tem 39,3% das intenções de voto, enquanto a petista tem 37%, e Aécio Neves (PSDB) aparece bem atrás, com 12%. Do total, 4% dos eleitores ainda se dizem indecisos e 7,8% votariam branco ou nulo. A margem de erro é de 4,9 pontos porcentuais para mais ou para menos.

No segundo cenário, o nome de Marina foi substituído pelo de Eduardo Campos (PSB). Assim, a petista passa a levar ampla vantagem, somando 45,3% dos votos. O PSB, nesse caso, vai para o terceiro lugar, com 14% do eleitorado. Aécio Neves fica em segundo, com 18,5%, ainda bem atrás de Dilma. O porcentual de eleitores que dizem votar nulos e brancos, além dos indecisos, também aumentou. Neste cenário, a abstenção de votos soma 15,8% dos entrevistados, enquanto aqueles que ainda não sabem em quem votar sobem para 6%.

O instituto Grupom também mediu a força de cada nome em um cenário geral. Apesar de irreal – pois contêm, até mesmo, dois nomes de um mesmo partido -, é possível observar detalhes interessantes. O nome do ex-presidente Lula (PT), por exemplo, aparece disparado, com 47,8% dos votos, apesar de ele afirmar que não é pré-candidato a nada. Marina Silva aparece logo abaixo, com 24,8% e, em seguida, Dilma Rousseff, com 13,5%.

Aécio Neves soma apenas 6% do eleitorado de Aparecida de Goiânia e Eduardo Campos, 2,3%. Da totalidade dos entrevistados, 1,8% afirmou ainda não saber em quem votar, caso o cenário fosse esse e 4% votaria branco ou nulo.

Rejeição e Espontânea

A presidente Dilma Rousseff é a pré-candidata mais rejeitada em Aparecida de Goiânia, com 38,3% do eleitorado dizendo que não votaria nela de jeito nenhum. O segundo mais rejeitado é o tucano Aécio Neves, com 33,3%. Eduardo Campos aparece em terceiro, com 29%. O menos rejeitado é Lula, com 15,3%. Marina Silva é a segunda menos rejeitada segundo a pesquisa, com um índice de 19,5%. Entretanto, 19,3% dos entrevistados disseram que podem votar em qualquer um deles.

A pesquisa Tribuna do Planalto / Grupom também traz a pesquisa espontânea, aquela em que o instituto não dá opções ao entrevistado e ele responde o seu nome preferido, independente de cenários. Assim como aconteceu em Rio Verde, os candidatos do PT dispararam nas intenções de voto de Aparecida de Goiânia. Os resultados mostram Dilma com 19,8% dos votos. O ex-presidente Lula (PT) aparece logo em seguida, com 18%.
Marina Silva vem em terceiro, porém com uma baixa porcentagem, apenas 3,3%. O candidato tucano das últimas eleições, José Serra (PSDB), aparece em quarto lugar, com 2,3% das intenções de voto. O atual candidato do partido, Aécio Neves, vem em seguida, com 1,5%.

Logo a seguir, empatados com 0,5% dos votos, aparecem o senador do Maranhão, José Sarney (PMDB), e o prefeito de Aparecida de Goiânia, Maguito Vilela (PMDB). Nas últimas colocações, todos somando 0,3% da preferência dos entrevistados, estão o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), o atual governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, e o ex-governador de Goiás Iris Rezende.

Mais da metade dos ouvidos pelo instituto (53,3%), no entanto, preferiram não responder à pesquisa espontânea. A pesquisa Tribuna do Planalto / Grupom ouviu 400 entrevistados entre os dias 28 de janeiro e 7 de fevereiro.

Fonte: Tribuna do Planalto

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*

code