Militares já têm 48 pré-candidatos para eleições de outubro

Intervencao-Rio-Temer-Soldados-Alvorada-19fev2018-FotoSergioLimaO Brasil já tem 48 pré-candidatos militares com interesse declarado de concorrer nas eleições de outubro. Eles estão distribuídos por 20 Estados e abarcam todos os cargos em disputa no pleito. Além de Jair Bolsonaro, que concorre à Presidência, são 4 candidatos a governador, 2 ao Senado, 27 à Câmara dos Deputados e 14 às Assembleias Legislativas e à Câmara Distrital.

O Poder360 teve acesso a uma lista elaborada pelo general da reserva Sergio Roberto Peternelli, que conta com nomes de 20 Estados. Outros 3 pré-candidatos militares foram incluídos após levantamento. Leia a lista completa por Estado no fim do texto.

Perternelli, que atualmente é filiado ao PSL, mesmo partido de Jair Bolsonaro, disse que a lista foi feita com nomes de militares interessados em participar das eleições e tem potencial eleitoral para os respectivos cargos. “A ideia é que essa relação contemple todos aqueles militares que vão concorrer a cargos eletivos, independente de partido”.

“A coisa mais difícil dos candidatos é fazer chegar ao eleitor que ele é pré-candidato, então a lista de uma maneira indireta contribui para isso”, disse Perternelli.

Para o general da reserva Paulo Chagas, a pré-candidatura de Bolsonaro à Presidência e a descrença da sociedade nos políticos tradicionais ajudou a impulsionar o surgimento de nomes vinculados a instituição.

“Está tendo algo espontâneo (…) Quando você faz uma pesquisa para saber quais são as instituições mais ou menos confiáveis na sociedade, você encontra os políticos nos graus mais baixos e os militares entre as instituições mais confiáveis”, disse o general.

Defensor da ditadura militar e crítico da esquerda, Chagas é pré-candidato ao governo do Distrito Federal pelo PRP.

Eis a lista dos pré-candidatos militares até o momento e o cargo a que pretendem concorrer:

Acre
Coronel Ulysses (governador)
Major Rocha (senador)

Alagoas
Coronel Jodelmir (deputado federal)
Coronel Martins (deputado estadual)

Amapá
Capitão Peixoto (deputado estadual)

Amazonas
General de brigada Franklinberg (deputado federal)
Major Huss (deputado estadual)
Subtenente Borges (deputado estadual)
Suboficial Pedro Henrique (deputado estadual)
Segundo-sargento De Souza (deputado federal)

Ceará
Coronel Bezerra (deputado federal)

Distrito Federal
General de brigada Paulo Chagas (governador)
Coronel Souto (deputado federal)
Tenente-coronel Regina (deputado federal)
Capitão de mar e guerra Pacheco (deputado federal)
Capitão de mar e guerra Winston (deputado distrital)
Suboficial Amaral (deputado federal)
Sargento Genivaldo da Silva (deputado federal)

Goiás
Major Vitor Hugo (deputado federal)

Minas Gerais
General de divisão Araújo (deputado federal)
General de brigada Cupertino (deputado estadual)
General Felício (deputado federal)

Maranhão
Coronel Monteiro (governador)

Pará
General de divisão Jeannot (deputado federal)
Coronel Reis (deputado estadual)

Paraíba
Coronel Jaques (deputado estadual)
Capitão de mar e guerra Bustorff (deputado federal)

Paraná
Coronel Figueiredo (deputado federal)
Coronel Jorge Barcelos (deputado federal)

Pernambuco
General de divisão Gomes de Matos (deputado federal)
Coronel Edson (deputado estadual)

Piauí
Major Paulo Roberto (senador)

Rio de Janeiro
Capitão Jair Bolsonaro (presidente da República)
Capitão Durval Ferreira (deputado federal)

Rio Grande do Norte
General de Brigada Monteiro (deputado federal ou governador)
Capitão Gondin (deputado estadual)

Rio Grande do Sul
Brigadeiro Dias (deputado federal)
Coronel Napoleão (deputado federal)
Tenente-coronel Zucco (deputado estadual)
Sargento Gavioli (deputado federal)

Roraima
Sargento Cadoca (deputado estadual)

Santa Catarina
Coronel Armando (deputado federal)

São Paulo
General de divisão Peternelli (deputado federal)
General de brigada Morata (deputado estadual)
Coronel Cabral (deputado estadual)
Capitão Castelo Branco (deputado federal)

Sergipe
Coronel Prudente (deputado federal)

Tocantins
Coronel Jair (deputado federal)

Fonte: Poder 360

COMPARTILHAR
Artigo anteriorGoogle e Facebook são grandes demais para serem governados, diz Macron
Próximo artigoFiliação da família Roriz no PROS pode esvaziar a sigla
Consultor em Marketing Político; especialista em pesquisa de opinião pública; editor do Portal Conectado ao Poder; escreve a coluna On´s e Off´s, de segunda a sexta, no Jornal Alô Brasília; apresenta o programa Conectado ao Poder, aos sábados, das 6h às 8h, na Rádio 104,1 Metrópoles FM. É presidente da Associação dos Blogueiros de Política do Distrito Federal e Entorno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here

*

code

Please enter your comment!