Nº de homicídios cai 16% em maio no DF; furto a pedestre tem alta



cupula-segurancaBalanço foi anunciado durante coletiva com o secretário de Segurança. Furtos passaram de 251 para 296 no mesmo período, informou pasta.

O número de homicídios no Distrito Federal caiu 16% em maio de 2015 em comparação com o mesmo mês no ano passado, segundo balanço divulgado pela Secretaria de Segurança Pública e da Paz Social nesta quarta-feira (3). Foram 42 assassinatos registrados neste ano contra 50 no mesmo mês em 2014.

Já o número de furtos a pedestres apresentou alta no quinto mês de 2015, com 296 registrados contra 251 no mesmo mês do ano passado.

Os registros de latrocínio apresentaram queda em maio deste ano. Foram dois roubos seguidos de morte em 2015 contra oito registrados no mesmo mês no ano passado. O número de assaltos a ônibus também diminuiu. Nos cinco primeiros meses do ano, foram registrados 923 roubos a coletivo, contra 1.070 no mesmo período do ano passado.

O secretário Arthur Trindade classificou os resultados de maio como “animadores”. “Nós verificamos queda na taxa de crimes de quase todas as naturezas criminais e em todas as naturezas criminais que compõem o Pacto pela Vida. Os números desse mês são bastante animadores, são resultado da ação realizada pelas forças de segurança, ação essa que está sendo feita de forma articulada e focada. A tendência é que esses números se mantenham em queda nos próximos meses.”

O diretor-geral da Polícia Civil, Eric Seba, afirmou que o alto número de furtos a pedestres se deve não exatamente ao crime: muitas pessoas registram o sumiço, quebra ou até venda de celulares como furto nas delegacias para que sejam ressarcidos pelas seguradoras.

“Em razão dos valores dos celulares hoje, temos verificado vários registros que não correspondem ao que está sendo comunicado. Aqueles registros que a gente consegue identificar como registro falso vamos indiciar como falsificação de crime”, declarou.

O chefe do Departamento Operacional da Polícia Militar, coronel Mauro Lemos, afirmou que a corporação tem intensificado as abordagens para impedir furtos a pedestres. Ele alerta, porém, que as pessoas devem ficar atentas ao andar digitando ou falando no celular.

“O roubo a pedestres diminui, mas o furto nós temos tentado aumentar efetivamente a abordagem, o número de policiais próximos a escolas onde acontece a distração”, disse. “As crianças perdem, deixam cair, o colega furta, e esses dados dão uma falsa impressão do que realmente acontece. É preciso que todos que tenham esse objeto, no deslocamento tenham atenção devida”, afirmou.

Outros crimes também apresentaram queda, segundo o levantamento. Os registros de roubo de veículo diminuíram em 34,1% em maio deste ano com relação ao mesmo mes do ano passado, sendo 408 neste ano e 619 em 2014. Sobre roubo em comércio, foram 195 em maio deste ano e 308 no mesmo mês de 2014.

Roubo a pedestre apresentou queda de 11,1%, com 2.559 casos em maio de 2015 e 2.877 em maio do ano passado. No entanto, no acumulado de 2015, o crime apresentou alta de 1,7%, sendo 13.704 roubos a pedestres neste ano e 13.472 nos primeiros cinco meses do ano passado.

De janeiro a maio
Também houve queda de homicídios quando comparado o período dos primeiros cinco meses do ano. Foram 269 homicídios registrados em 2015 contra 295 no ano passado.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*

code