No DF, sobra dinheiro para festas, mas falta para calçadas e esgotos



esplanada-festasO Correio Brasiliense de hoje (2/2), apresenta uma matéria da jornalista Flávia Maia que é o reflexo da falência do sistema político no DF. Indo na contra mão das necessidades da população o orçamento das administrações regionais vai de acordo com os interesses de todos, menos da população brasiliense.

O interessante é que em período eleitoral e até mesmo durante os mandatos, os políticos se baseiam em pesquisas de opinião para entender os anseios da população. Tenho certeza de que o quesito festas, não foi e não será detectado como prioridade pelo povo.

Afirmo isto não como um leigo no assunto, mas como um profissional de pesquisas de opinião pública e digo com toda certeza de que até hoje nunca encontrei esta demanda se destacando entre as principais necessidades da população.

Veja um exemplo: A administração do Itapoã gastou no ano passado, quase 20% do seu orçamento, de R$ 7,1 milhões, com eventos e festividades. O valor é praticamente o mesmo gasto com todos os investimentos de infraestrutura, que inclui obras e edificações de equipamentos públicos, assim como manutenção no Itapoã.

Mais informações aqui.

Por Sandro Gianelli

COMPARTILHAR
Artigo anteriorCâmara Legislativa do DF, cada dia mais impopular
Próximo artigoTradição gaúcha, bate papo e política
Consultor em Marketing Político; especialista em pesquisa de opinião pública; editor do Portal Conectado ao Poder; escreve a coluna On´s e Off´s, de segunda a sexta, no Jornal Alô Brasília; apresenta o programa Conectado ao Poder, aos sábados, das 6h às 8h, na Rádio 104,1 Metrópoles FM. É presidente da Associação dos Blogueiros de Política do Distrito Federal e Entorno.

4 COMENTÁRIOS

  1. Pra qe investir em outra coisa esses 20% para eventos? Itapoã ta com uma infraestrutura maravilhosa, melhor do qe a de qqer lugar sem nenhum tipo de estrutura. Zoeira. Não li a reportagem do correio mas esta semana fiquei MTO indignado com os $13 milhões qe vão para o “carnaval” do DF.

  2. O Brasil e um pais cultural, acho que as cidades satélites tem que receber eventos esportivos e tirar do centro da cidade (elite) não mais adianta fazer calçadas e praças sem utilidades. O pai de família sem renda pra comprar o material escolar ou dar uma boa alimentação e criar um ambiente de segurança para sua família. Pais da demagogia!!! Grande abraço Sandro, suas matérias são ótimas, diferenciadas. Parabéns!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*

code