O drive do Poder e da Política em 2013

DilmaComo se sabe, 2013 é um ano ímpar. Não tem eleições. Ainda assim, será um período em que vai clarear o cenário da próxima eleição presidencial, de 2014. Nos próximos 12 meses devem se tornar mais conhecidos os nomes de quem terá chances de disputar o Palácio do Planalto em 2014.

Por enquanto, só há obviedades na praça: Dilma Rousseff (PT) tentará a reeleição e Aécio Neves (PSDB) é o candidato mais provável da oposição. Mas ainda é incerto o que farão políticos como Eduardo Campos (PSB), Marina Silva (sem partido) e até o atual presidente do STF, Joaquim Barbosa.

O PT completa 33 anos em 10 de fevereiro de 2013. Idade da razão. Deve fazer uma grande festa em Brasília. Um momento para expiar o mensalão de uma vez.

O PMDB, do vice-presidente Michel Temer, terá grande poder no Congresso. O partido disputa com chance de ganhar as presidências da Câmara e do Senado, com Henrique Alves (RN) e Renan Calheiros (AL), respectivamente, na primeira semana de fevereiro.

O escândalo do mensalão vai se arrastar ao longo de 2013. São incertas as chances de as prisões dos condenados serem executadas. Os deputados mensaleiros continuam na berlinda: perdem ou não perdem seus mandatos?

O outro mensalão, o do PSDB, poderá ser julgado em 2013. Depende do ânimo com que o STF se dedicará a esse caso. O PT torce para que o desfecho do caso tucano seja em 2014, quando o impacto eleitoral tende a ser maximizado. O principal réu é o deputado federal Eduardo Azeredo (MG), ex-senador, ex-governador de Minas e ex-presidente nacional do PSDB.

No começo de 2013 haverá a posse de Barack Obama, em 21 de janeiro, em seu 2º mandato como presidente dos EUA. E a posse de Hugo Chávez (se estiver bem de saúde), em 10 de janeiro, em mais um mandato como presidente da Venezuela –ele assumiu em 1999. Dilma Rousseff deve ir à cerimônia do venezuelano.

O Brasil terá alguns eventos internacionais relevantes em 2013. Um deles é a Copa das Confederações, cujo 1º jogo é em 15 de junho, em Brasília: Brasil X Japão.

Em julho, o Rio receberá a visita do papa Bento 16 e os eventos da Jornada Mundial da Juventude, um megaencontro católico internacional.

No 2º semestre, em setembro, o Brasil, por tradição, deverá fazer o 1º discurso na abertura dos trabalhos da Assembleia Geral da ONU, em Nova York. Dilma fez esse discurso em 2011 e em 2012.

Em 5 de outubro a Constituição de 1988 completará 25 anos. Lula fará 68 anos em 27 de outubro. Dilma fará 66 em 14 de dezembro. Fernando Collor fará 64 em 12 de agosto. Os outros ex-presidentes são do 1º semestre. FHC fará 82 anos em 18 de junho. Sarney fará 83 anos em 24 de abril. E a morte de Itamar Franco completará 2 anos em 2 de julho.

fonte: Blog do Fernando Rodrigues – 03/01/2013

COMPARTILHAR
Artigo anteriorCLDF com nova mesa diretora
Próximo artigoNo DF festa da virada custou cerca de 8 milhões de reais
Consultor em Marketing Político; especialista em pesquisa de opinião pública; editor do Portal Conectado ao Poder; escreve a coluna On´s e Off´s, de segunda a sexta, no Jornal Alô Brasília; apresenta o programa Conectado ao Poder, aos sábados, das 6h às 8h, na Rádio 104,1 Metrópoles FM. É presidente da Associação dos Blogueiros de Política do Distrito Federal e Entorno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*

code