Obras na saída Norte de Brasília devem começar em junho, garante DER



obras-na-saida-norte-de-brasilia-devem-comecar-em-junho-garante-derBNDES vai liberar R$ 86 milhões ainda este mês para a restauração da Ponte do Bragueto e para a construção de 12 viadutos na região.

Enquanto não há qualquer previsão para que o Lago Norte ganhe um segundo acesso, moradores da região cobram urgência nas obras da Ponte do Bragueto, a única opção para entrar e sair da península. Por ela, passam diariamente cerca de 100 mil carros.

Nos horários de pico, o congestionamento na saída norte do Distrito Federal se forma ao longo de 25 quilômetros. Do final do Eixão até a entrada de Sobradinho, praticamente não dá para passar da segunda marcha. Para quem mora no Lago Norte, o trânsito lento pela manhã começa na altura da QI 3. Na volta para casa, o engarrafamento já é percebido a partir da 210 Norte.

“Estamos somente aguardando a análise do banco para convocar as construtoras e iniciar os trabalhos”.Diretor do DER, Henrique Luduvice

Responsável pela única rodovia de acesso à península, o Departamento de Estradas de Rodagem do DF (DER-DF) promete que ainda este mês serão liberados, enfim, os recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) destinados às obras na região: cerca de R$ 86 milhões.

“O DER já encaminhou toda a documentação necessária ao BNDES há mais de 20 dias. Estamos somente aguardando a análise do banco para convocar as construtoras e iniciar os trabalhos”, disse nessa sexta-feira (8) ao Fato Online o diretor-geral do DER-DF, Henrique Luduvice.

O projeto do chamado Trevo de Triagem Norte inclui a restauração da Ponte do Bragueto, além da construção de 12 viadutos. As obras, iniciadas no segundo semestre de 2014 e interrompidas na gestão passada por falta de recursos, devem ser retomadas em junho, prevê Luduvice.

Ainda segundo o DER-DF, as intervenções na ponte em si só serão iniciadas após a conclusão das duas passagens marginais. A intenção é não atrapalhar ainda mais a vida dos motoristas.

Promessas

Por ora, as promessas oficiais não convencem o prefeito comunitário do Lago Norte, Fernando Varanda. Há uma semana, ele enviou um ofício ao DER-DF em nome da comunidade e ainda não teve qualquer resposta. “Precisei adiar uma reunião com os moradores porque não havia informação a ser repassada”, lamenta.

A prefeitura comunitária do Lago Norte também cobra das autoridades de trânsito recuos nas paradas de ônibus e uma solução para o tráfego intenso no acesso ao shopping Iguatemi, localizado bem na entrada do bairro.

O bancário Paulo André Barbosa, 33 anos, mora do Centro de Atividades (CA) do Lago Norte, onde vivem cerca de 7 mil pessoas. Sofre diariamente com o trânsito e também está descrente com as promessas de melhorias. “Não sei se há muito o que fazer. A situação ficou insustentável. Quando tem acidente, então, piora tudo”, relata.

Fonte: Fato Online

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*

code