On´s e Off´s | Secretário dá bom exemplo e viaja a serviço sem onerar o Estado

Por Sandro Gianelli

Rumo a Campus Party

O secretário adjunto de ciência, tecnologia e inovação, Thiago Jarjour, embarcou rumo a São Paulo para participar do maior evento de tecnologia e empreendedorismo do mundo, que acontece até o dia 3 de fevereiro, a Campus Party.

Compartilhando experiências

Jarjour representará o Governo de Brasília e vai compartilhar um pouco da sua experiência na 1ª Campus Party realizada em Brasília. As expectativas para a próxima, que acontecerá dia 30 de maio, no Estádio Nacional Mané Garrincha, são as melhores possíveis. Apesar de nova, a Campus Party Brasília já figura entre as maiores do Brasil.

Credito: Pedro Ventura

Mandou bem

Dando o exemplo dentro de uma nova forma de se fazer política, Thiago Jarjour, viajou com recursos próprios, sem ônus para os cofres públicos. Fica a dica para os demais.

Pesquisa DataFolha

Saiu a primeira pesquisa realizada após a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O Instituto DataFolha realizou a coleta dos dados entre os dias 29 e 30 de janeiro. Foram 2.826 entrevistas em 174 municípios. A margem de erro é de dois pontos para mais ou menos. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número 05351/2018.

Cuidado

Fiquem atentos para a divulgação de pesquisas. A legislação eleitoral prevê que desde o dia 1º de janeiro de 2018, toda pesquisa divulgada deverá ter obrigatoriamente o registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Sem registro a multa é certa.

Eleitor fiel

Apesar do ex-presidente Lula ter sido condenado a 12 anos e 1 mês de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, pelo Tribunal Regional Eleitoral da 4ª Região (TRF-4), ele consegue manter sua força política intacta. Lula conseguiu chegar, dentro da margem de erro, a 37% das intenções de voto no primeiro turno.

Cenário sem Lula

Quando o nome de Lula é retirado da pesquisa, quem passa a liderar é o deputado federal Jair Bolsonaro com 18%. Em segundo lugar vem Marina Silva (Rede) com 13%, seguida por Ciro Gomes (PDT) com 10%, Alckimin com 8% e Luciano Huck com 8%. Alckmin e Huck estão tecnicamente empatados.

Primeira queda

A pesquisa trouxe outro dado relevante. Desde dezembro de 2016, a primeira vez que Bolsonaro teve uma variação negativa foi nesse levantamento. No cenário com Lula, Bolsonaro teve 10%, na última pesquisa realizada pelo DataFolha ele tinha 11%.

Deu ruim

Caso passe para o segundo turno, Bolsonaro perderia para Lula por 49% a 32% e para Marina Silva por 42% a 32%.

Líder absoluto

O ex-presidente Lula lidera em todos os cenários, tanto no primeiro, quanto no segundo turno. O grande desafio, caso fique mesmo impugnado, será a transferência de votos.

* A Coluna é escrita por Sandro Gianelli e publicada de segunda a sexta no Blog do Sandro Gianelli, no Jornal Alô Brasília e no Portal Alô Brasília.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorEntorno | Programa CRAS no seu bairro é destaque em Águas Lindas
Próximo artigoLei distrital beneficia rádios comunitárias
Consultor em Marketing Político; especialista em pesquisa de opinião pública; editor do Portal Conectado ao Poder; escreve a coluna On´s e Off´s, de segunda a sexta, no Jornal Alô Brasília; apresenta o programa Conectado ao Poder, aos sábados, das 6h às 8h, na Rádio 104,1 Metrópoles FM. É presidente da Associação dos Blogueiros de Política do Distrito Federal e Entorno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here

*

code

Please enter your comment!