PRB embola as coligações e pode se tornar o carrasco das eleições de 2018



Por Sandro Gianelli

Wanderley Tavares, pré-candidato ao GDF / Reprodução da internet
Wanderley Tavares, pré-candidato ao GDF / Reprodução da internet

Tudo parado

O PRB trava o andamento das coligações no DF. Ontem o jornalista Toni Duarte, do Radar DF, divulgou que a frente cristã tinha uma agenda com o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), visando uma articulação majoritária no DF. Bolsonaro já declarou apoio ao pré-candidato ao GDF General Paulo Chagas (PRB).

Última cereja

O presidente do PRB, Wanderley Tavares, tem sido a bola da vez e pode ser o responsável por equilibrar o jogo ou atrapalhar a consolidação de pelo menos uma das chapas que estão sendo montadas para concorrer ao Governo do Distrito Federal. Wanderley, até o momento, está na coligação que tem Izalci Lucas (PSDB) como o cabeça de chapa.

Rodrigo Delmasso, concorrerá a reeleição à Câmara Legislativa / Reprodução da internet
Rodrigo Delmasso, concorrerá a reeleição à Câmara Legislativa / Reprodução da internet

Força

O PRB tem um grande diferencial. Além de ter um pré-candidato a deputado federal forte, que é o deputado distrital Julio Cesar. Tem pelo menos dois pré-candidatos a distrital com perspectivas de vitória. Um será o indicado pela Igreja Universal, que sempre elege um parlamentar. E o outro é o distrital Rodrigo Delmasso, da Sara Nossa Terra.

Mídia

Além da força política, a Igreja Universal ainda conta com a TV Record. Que apesar da isenção jornalística, é uma das armas que este grupo político possui e todos os pré-candidatos ao GDF querem este apoio.

Frente Cristã

Por hora, o PRB pode deixar o jogo empatado ou atribuir derrota a pelo menos uma das chapas majoritárias, pois outras siglas podem acompanhar o partido. Nos bastidores e dado como certo que os partidos que compõem a Frente Cristã, podem caminhar junto ao PRB, caso o partido mude de coligação.

Novo juiz

O Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal (TRE) tem um novo juiz. O presidente da República Michel Temer (MDB) nomeou o advogado Erich Endrillo como juiz titular do TRE. Erich ocupará o cargo deixado por André Macedo de Oliveira.

Quinto constitucional

Erich ocupará vaga do quinto constitucional, que é destinada a juristas e membros do Ministério Público. A nomeação foi publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira (2). Endrillo é graduado em Direito pela Universidade Potiguar, conselheiro Seccional, presidente da Comissão de Assuntos e Reforma Tributária da OAB/DF e professor universitário.

Desembarque

A menos de um mês das convenções partidárias é hora dos desembarques da base governista. Principalmente quando o principal nome do governo, o deputado Agaciel Mais, faz parte do principal partido adversário do governador Rodrigo Rollemberg.

Sem líder

O distrital Agaciel Maia (PR), líder do Governo de Brasília na Câmara Legislativa (CLDF), é quem vive esse dilema. O partido da República, tem como pré-candidato ao cargo de governador o ex-secretário de saúde, Jofran Frejat. Agaciel deve deixar a liderança na reabertura dos trabalhos da CLDF.

Liderança

Na atual gestão, o Governo do Distrito Federal já teve outros três líderes: os distritais Raimundo Ribeiro (MDB), Júlio César (PRB) e Rodrigo Delmasso (PRB). Rollemberg ainda não teve um líder do seu partido. Atualmente o PSB possui dois parlamentares. A distrital Luzia de Paula e Juarezão.

Novo líder

Um dos nomes cogitados para assumir a liderança é do deputado distrital Professor Israel Batista (PV). O PV foi o primeiro partido a fechar aliança para a reeleição de Rollemberg. Mas é evidente que tanto Luzia, quanto Juarezão, também estão cotados para essa missão.

* A Coluna é escrita por Sandro Gianelli e publicada de segunda a sexta no Portal Conectado ao Poder, no Jornal Alô Brasília e no Portal Alô Brasília.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*

code