Prefeito de Valparaíso colhe frutos da preparação do desenvolvimento

Por Josiel Ferreira

Pré-candidato à reeleição, Pábio Mossoro atacou pontos estruturais na gestão municipal, fez parcerias com comerciantes, cobra mais efetividade na parceria com o governador Caiado e trabalhou para fazer a cidade crescer.

O prefeito de Valparaíso Pábio Mossoró, pré-candidato a Eleição de 2020, em entrevista ao Tudo OK Notícias contou o trabalho desenvolvido pela sua gestão que preparou ao longo de três anos a cidade em pontos estruturais para obter os frutos de uma gestão competente.

Segundo Pábio a cidade de Valparaíso tem evoluído. Há uma preparação estrutural para avanço futuro. “A gente não consegue projetar uma cidade para o futuro sem alicerce. Hoje a nossa administração consolidar esse alicerce”, frisou.

Entre as metas, o prefeito elencou a captação de investimentos. Trabalho efetivo visando estruturar a base, reestruturar a saúde, melhorar o nível da educação. “E agora é o momento de colher, porque governo federal sinaliza isso. Com a questão da cessão onerosa, os municípios ficarão mais fortalecidos economicamente”, frisou.

Ele se referiu ao Projeto de Lei 5478/2019, chamada Lei da Cessão Onerosa, o qual define o rateio entre estados e municípios de recursos originários do leilão de petróleo do pré-sal, com votação agendada para 6 de novembro.

Pábio lembra que após assumir a prefeitura endividada obteve equilíbrio fiscal, ”justamente pensando no amanhã”. O  empresário de Valparaíso atravessa dificuldades. “E com isso, diminui a arrecadação de ICMS, ISS, e aumenta o desemprego.”

Quanto ao Fundo de Participação do Município (FPM), Pábio explica que tem oscilado. A economia está travada devido à reforma da Previdência. O investidor aguarda estabilidade da economia. A folha de pagamento da prefeitura é de R$ 12 milhões. O repasse diminuiu e as despesas sempre aumentam.

Atrair investimentos

O prefeito de Valparaíso tem buscado parceria com o setor privado. O processo de abertura de empresas foi otimizado e estimula as pequenas empresas. Hoje em dois meses é possível abrir uma empresa, quando antes demorava um ano.

“Ser parceiro, não perseguir, não penalizar, trazer o comerciante para dividir a responsabilidade de gerir uma cidade com você. Isso tudo faz com que a economia seja fortalecida”, disse.

As empresas que tinham dificuldade de se fixar no município, hoje, tem melhor acesso à prefeitura e aumenta o desenvolvimento da economia local, segundo Pábio.

Gargalo estadual

E quanto à parceria do município com o Governo de Goiás, o prefeito diz que com o ex-governador Marconi existia. E foram feitos vários investimentos em Valparaíso.

“Marconi foi municipalista, trouxe investimento para a cidade. Abertura de escolas técnicas, inauguramos três escolas padrão século XXI, trouxemos um processo de recapeamento asfáltico, infelizmente interrompido devido à mudança de governo.”

Muito diferente do que o prefeito vivencia hoje. “Agora, tem sido um tratamento republicano. Com o chefe do executivo de uma das maiores cidades de Goiás. A expectativa é de Caiado possa tratar o município de reforma republicana e trazer os investimentos necessários.”

A prefeitura utiliza o Banco de Horas para patrocinar o Corpo de Bombeiros e assumiu uma obra no valor de R$ 600 mil. Investe na iluminação pública e manutenção do transporte escolar devido à falta de repasse. Os repasses da saúde de 2018 não foram executados pelo antecessor de Pábio. E, no momento, tem alguns em atraso.  “Aguardamos que o governador Caiado possa manter todos os acordos políticos”, ressaltou.

Segurança

Para baixar os índices de criminalidade, o prefeito informou que “pagamos o Banco de Horas, R$ 25 mil para a Polícia Militar e R$ 20 mil pra a Polícia Civil. Englobando a primeira DP, o Ciops e a DEAM, com agentes trabalhando e a delegacia trabalhando no final de semana, devido ao Banco de Horas”.

Ele tem priorizado, também, manter uma cidade limpa, iluminada e parcerias com o comércio local. Isso, segundo Pábio, “colaborou para baixar a criminalidade em Valparaíso”.

Eleições

Quando o assunto é Eleições 2020, Pábio afirmou que a reeleição é um processo natural. “Hoje temos um maquinário, caminhões, tratores e vamos receber retroescavadeira. A gente trabalhou nos três anos. E o nosso nome está à disposição. Quem vai fazer o julgamento não é prefeito, é a população de Valparaíso.”

“O nosso grupo quer dar continuidade ao  trabalho sério, responsável e, principalmente, com respeito ao cidadão de Valparaíso. A cidade é importante, está localizada numa região de desenvolvimento. O entendimento é de que a cidade precisa avançar mais”, concluiu Pábio.

Fonte: Tudo Ok Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*

code