Programa Fórum da TV Justiça discute propaganda eleitoral antecipada

Sancionada em dezembro pela presidente Dilma Rousseff, a Minirreforma Eleitoral traz medidas que devem reduzir o custo das campanhas eleitorais. Entre as ações propostas para diminuir os gastos também está a limitação das despesas com alimentação e combustível nas campanhas.

O programa Fórum desta semana debate a propaganda eleitoral antecipada. Vamos discutir o uso da internet nas campanhas eleitorais, o que configura ou não propaganda eleitoral e a data para começar a campanha. Para esclarecer o assunto, o jornalista Rimack Souto conversa com o consultor de Marketing Político Sandro Gianelli e com o advogado e ex-ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Marcelo Ribeiro.

Para o ex-ministro, a necessidade de se ter uma data para começar a propaganda é meramente econômica: “o mais importante é saber se essa lei que prevê que a propaganda deve ser feita, apenas, a partir do dia 5 de julho, se ela faz sentido hoje em dia. Porque a própria lei permite que os candidatos e os pré-candidatos participem de programas de televisão e que possam falar sobre plataforma politica”.

O consultor Sandro Gianelli acredita que é preciso ter uma reforma que se iguale com o que acontece hoje. Com relação a polêmica sobre as pesquisas eleitorais, ele ressalta que “as pesquisas que, no primeiro momento, eram feitas para montar estratégia, entender o perfil do eleitor, estudar a imagem do candidato, saber o tipo de proposta que os eleitores estão mais receptíveis em cada eleição, agora é utilizada para manipular a opinião pública. A verdade é que a pesquisa se transformou mesmo em propaganda, é a questão do voto útil”, afirma Gianelli.

Fonte: http://www.tvjustica.jus.br/index/detalhar-noticia/noticia/256755

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here

*

code

Please enter your comment!