Pronunciamento de Dilma nas redes sociais foi “positivo”, avalia governo

b6a3a8de-39f4-47f2-8f28-4f09faada3d8A decisão de suspender o pronunciamento foi tomada na última semana para evitar possíveis manifestações diante da aparição da presidente, como ocorreu no primeiro discurso do ano, em 8 de março, pelo Dia Internacional da Mulher. A medida foi alvo de críticas por parte da base do partido, mas foi suficiente para evitar manifestações.

A presidente divulgou três vídeos ao longo da última sexta-feira em que exaltou a política de valorização do salário mínimo, disse que deve haver diálogo com os trabalhadores e criticou a ampliação da terceirização para atividade-fim (principal). “Foi a primeira vez que um depoimento da presidenta foi feito por meio das redes. É algo novo. É uma experiência nova para o governo, para os internautas. E o balanço foi positivo e nós vamos intensificar o diálogo não só da presidenta, mas também de outros integrantes do governo pelas redes”, afirmou Edinho.

Vídeos de primeiro de maio
No primeiro vídeo divulgado nas redes na manhã de sexta-feira, Dilma exaltou a valorização do salário mínimo. Ela explicou que encaminhou ao Congresso Nacional uma Medida Provisória que garante a valorização do salário mínimo, que hoje é de R$ 788, até 2019. “Nos últimos 13 anos, o Dia do Trabalho tem sido uma data para avaliar e celebrar as vitórias da classe trabalhadora. A valorização do salário mínimo é uma das maiores conquistas desse período”, disse. Segundo a presidente, a remuneração mínima aumentou 14,8% ao longo dos primeiros quatro anos de mandato.

No segundo vídeo, Dilma voltou a criticar a ampliação da terceirização, conforme prevê projeto aprovado na Câmara que tramita no Senado. A matéria permite que todas as atividades-fins (principais) sejam terceirizadas. “A regulamentação do trabalho terceirizado, porém, precisa manter a diferenciação entre as atividades-fins e meio nos vários setores produtivos. É preciso assegurar ao trabalhador a garantia dos direitos conquistados nas negociações salariais. É preciso protefer a previdencia da perda de recursos e assim garantir a sua sustentabilidade”, disse a presidente no segundo vídeo divulgado ontem.

No último vídeo publicado nas redes, Dilma alfinetou o governador Beto Richa, pelos recentes episódios de violência contra manifestantes no estado. Pelo menos 200 pessoas ficaram feridas em um protesto de professores na última quarta-feira. “O Brasil vive em plena democracia. Por isso, temos de nos acostumar com as vozes das ruas, dos trabalhadores. Temos de reconhecer como legítimas as reivindicações de todos os segmentos sociais. Temos de ns acostumar a fazer isso sem violência e rrepressão”, afirmou a presidente.

Fonte: Correio Braziliense

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*

code