Quatro partidos contra o Buriti

cristovam buarqueComeçou a se estruturar de vez a chamada oposição de esquerda ao governo Agnelo. Um almoço no Metropolitan reuniu PDT, PSB, PPS e PSOL. Representantes dos quatro partidos começam agora a elaborar  uma proposta alternativa de governo.

De programático a pragmático

De acordo com o senador Cristovam Buarque (foto), participante do almoço, partem do ponto de vista de que o governo Agnelo “transformou a cidade em um caos”, a tal ponto que a administração não conta sequer com todo o apoio do PT. “No início”, lembra Cristovam, “Agnelo tinha a Câmara praticamente toda, mas foi perdendo os partidos um a um”. Isso aconteceu, diz o senador, “porque o governo deixou de ser programático para passar a ser pragmático”.

Encontros em janeiro e fevereiro

Acertou-se ainda que em janeiro e em fevereiro haverá pelo menos dois grandes encontros reunindo os quatro partidos.

Chapa desenhada

As conversações entre oposicionistas caminham para uma pré-chapa. Teria Rodrigo Rollemberg para governador, Toninho Andrade para vice e José Antônio Reguffe para o Senado. De preferência com Cristovam Buarque como candidato a presidente da República.

Fonte: Do alto da torre

COMPARTILHAR
Artigo anteriorEsperando no PT
Próximo artigoAgricultura seria melhor
Consultor em Marketing Político; especialista em pesquisa de opinião pública; editor do Portal Conectado ao Poder; escreve a coluna On´s e Off´s, de segunda a sexta, no Jornal Alô Brasília; apresenta o programa Conectado ao Poder, aos sábados, das 6h às 8h, na Rádio 104,1 Metrópoles FM. É presidente da Associação dos Blogueiros de Política do Distrito Federal e Entorno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*

code