Quem roubou a minha perfeição?

barroDiante de um mundo que nos mostra o tempo todo fatalidades, crises, angustias, anseios, medos, traumas e complexos. Como eu posso me manter motivado? Como posso me permitir passar por momentos que me gerem um auto encontro com a minha essência?

Vivemos em uma sociedade onde a depressão e os transtornos psicológicos já não são mais as doenças da moda e sim a realidade. O que transforma uma pessoa alegre, corajosa, autoconfiante, determinada e proativa em um escravo dos seus pensamentos e das suas emoções?

Bem, a reposta eu ainda não sei, mas quero compartilhar com você uma experiência de quem já esteve do outro lado. O lado da imperfeição. Por mais duro que possa parecer as criticas externas a mim, por mais dolorosas que elas possam ser nada se compara a um eu interior perverso, a um eu interior negativado. Quando deixo de acreditar na minha essência e natureza humana, me torno um critico severo e julgador das minhas próprias atitudes. Sim, se já é difícil conviver com as criticas humanas, alheias as nossas vontades, imagina quando deixamos de acreditar em nós mesmos e passamos a ser o nosso fiel auto acusador.

Você já esteve em uma situação onde tentou ter o controle de todas as suas atitudes?

Quanta energia foi necessária gastar para a execução dessa árdua tarefa. E o mais lamentável de toda essa historia, é que no fim, de nada adiantou. Pois a complexidade do controle está para a mesma medida que a complexidade da perfeição. Confuso? Diante de todos esses fatos e indagações que fiz a você, te pergunto: O que realmente, você gostaria de resgatar em sua vida? E como a sua essência pode ajudá-lo?

Paulo Saphi

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here

*

code

Please enter your comment!