Rollemberg diz que receita já melhorou e que governo criará a sua marca



20150409011833Mesmo deputados tidos como integrantes da base de apoio já começam a cobrar realizações do novo governo.

As críticas aumentam e a paciência dá sinais de estar acabando. Mas o governador Rodrigo Rollemberg (PSB) prevê ações que revertam esse movimento negativo e  parte dos prejuízos envolvidos. Sem especificar quando o governo deixará sua marca, Rollemberg  tenta dar início à agenda positiva.

Mesmo deputados tidos como integrantes da base de apoio já começam a cobrar realizações do novo governo. Alguns, insatisfeitos com a falta de cargos em secretarias e administrações –  reflexo da crise financeira -, já começam a ameaçar retirada de apoio, sob o pretexto da falta de bons projetos. Até agora, o Executivo tem se defendido das críticas com a tal herança maldita deixada pelo governo de Agnelo Queiroz (PT). O argumento já tem data de validade na Câmara Legislativa, já que o ano já está próximo de chegar aos 100 dias.

Diante dos ataques, o Buriti tem tentado se mexer. A agenda do governador agora é preenchida prioritariamente por inaugurações e situações positivas. No início do governo, reuniões internas dominavam os compromissos de Rollemberg, que deixava o Palácio do Buriti e a Residência Oficial de Águas Claras com menor frequência.

Creches e moradia

Para o governador, as realizações já começaram. Mas mesmo assim, o caos financeiro deixado pela gestão anterior ainda terá consequências. “Estamos trabalhando uma agenda positiva. Até o final de abril, inauguraremos dez creches e em maio entregamos 1 mil unidades habitacionais. Agora, a situação financeira continua difícil. Tivemos uma melhora nos últimos meses em função do IPVA e do Refis. Conseguimos pagar todos os servidores no quinto dia útil. Vamos quitar as dívidas atrasadas com servidores até o fim de abril, mas o final do ano se anuncia muito difícil. Então nós temos que reduzir despesas e aumentar muito as nossas receitas porque os desafios são muito grandes”, disse ontem o governador.

Questionado sobre quando seria mostrada uma característica marcante de sua gestão, Rodrigo Rollemberg usou poucas palavras na resposta. “Ao longo do governo nos vamos mostrar nossa marca, de muito trabalho e transparência”, disse.

Atenção para pontos de cultura

Na agenda de ontem, além de inaugurar uma creche em Águas Claras, o chefe do Executivo foi ao lançamento da Lei da Cultura Viva e da Política Nacional de Pontos de Cultura. Apesar de não ser autor da lei, Rollemberg atuou como relator da matéria durante o mandato no Senado. Além disso, a esposa dele, Márcia Rollemberg, era a secretária de Cidadania, do Ministério da Cultura.
“Estou muito feliz de estar na condição de governador, porque esta é uma vocação de Brasília, de ser um grande centro de debates e encontro da brasilidade e de toda a diversidade que contribui para que o Brasil avance”, opinou Rollemberg.
O, Centro de Educação da Primeira Infância, inaugurado pelo governador, já está em funcionamento desde o dia 27 de março. A creche Jequitibá é a primeira instituição de ensino pública de Águas Claras e terá 112 vagas.
Entre os compromissos de hoje, está previsto um encontro com o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), no canteiro de obras do consórcio Saneago/Caesb, que fica em Valparaíso. Os encontros com o tucano passaram a ser frequentes desde que Rollemberg foi eleito, em outubro do ano passado. A parceria é considerada estratégica para o desenvolvimento da Região Metropolitana.
Fonte: Da redação do Jornal de Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*

code