Servidores do Itamaraty decidem entrar em greve

servidores-do-itamaraty-decidem-entrar-em-greveParalisação por tempo indeterminado foi decidida em assembleia na manhã desta terça-feira (12). Sindicato se comprometeu a manter 30% dos serviços essenciais em funcionamento.

Os servidores do Itamaraty decidiram, nesta terça-feira (12), entrar em greve por tempo indeterminado. O movimento é formado principalmente por assistentes e oficiais de chancelaria, tanto no Brasil quanto em postos no exterior, mas também conta com a adesão de diplomatas. Na embaixada brasileira em Nairóbi, no Quênia, e no consulado em Nova Iorque, por exemplo, secretários do corpo diplomático paralisaram os trabalhos também.
A expectativa é que a paralisação siga até a próxima quinta-feira (14), quando está marcada uma reunião com o Ministério do Planejamento. Os servidores reivindicam o reajuste dos subsídios pagos às carreiras do corpo diplomático, o pagamento em dia do auxílio-moradia para funcionários no exterior e a concessão de passaporte diplomático a todos os membros do serviço exterior.
Sandra Nepomuceno, presidente do SinditamaratyFoto: Joel Rodrigues/ObritoNews/Fato
O Fato Online mostrou que o Ministério das Relações Exteriores vive uma das suas piores crises financeiras. Falta dinheiro para pagamento de despesas mais triviais, como aluguel, auxílio-moradia de funcionários e até para a transferência de recursos arrecadados com taxas consulares em outros países. Submetidos a vexame no exterior, servidores têm recorrido a várias formas de protesto. Um oficial de chancelaria chegou a fazer greve de fome.
Fonte: Fato Online

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*

code