Tatu do Bem na mídia: Entidade localizada em Samambaia oferece atividades esportivas


tatu do bem 23Desde quando o grupo perdeu o convênio com o governo, porém, os custos vêm sendo financiados por ajuda da comunidade.

Criar cidadãos, dar um espaço para o crescimento de crianças humildes e tirá-las da rua: esse é o objetivo do Instituto Amigos do Bem (Isabem), em Samambaia Sul. Pronta para comemorar 15 anos, a instituição iniciou como uma quadrilha junina e hoje leva até 19 atividades de lazer e esportivas para a comunidade, tudo de graça.

Desde quando o grupo perdeu o convênio com o governo, porém, os custos vêm sendo financiados por ajuda da comunidade, cachê do grupo de festa junina e pela venda de ingressos para o Carnaval da cidade. Para continuar o projeto e realizar o sonho de mais famílias, o instituto sempre precisa de doações e voluntários.

Continuar

Quando perderam o convênio com o Ministério do Esporte, em 2010, os responsáveis pelo instituto decidiram, mesmo assim, continuar com os trabalhos. Do contrário, a população seria muito prejudicada. Na época,    Hamilton Teixeira dos Santos, 36 anos, coordenador geral e fundador do Isabem,  teve que suplicar por doação de empresários locais. O segredo para conseguir o apoio foi mostrar a realidade dessas crianças para a comunidade: “Se você não me auxiliar hoje, os jovens que eu deixar de ajudar, daqui alguns anos, comprarão uma arma e estarão aqui na sua porta te assaltando”, dizia.

Ampliação

Para se ter noção de como o pequeno Isabem já afetou de forma positiva a comunidade de Samambaia, chegou um momento em que mais de 60 crianças da expansão da cidade vão à QS 106 para participar das aulas.

O instituto aguarda resposta da administração regional da cidade para criar mais espaço de atendimento à população.

Quem participa  aprova

Entre os jovens que viram a vida mudar com o instituto está Alisson Nascimento, 14 anos. Ele faz parte do grupo de capoeira há quase quatro anos e já foi até o Rio de Janeiro representar o grupo no ano passado. “A roda, o treino, o toque do berimbau, eu gosto de tudo. Ficar em casa nunca foi uma opção para mim. Se não tivesse esse lugar ia arranjar outra coisa para ocupar o meu tempo”, confessa o menino.

Izabela Rodrigues, 14 anos, também se encontrou na capoeira. Entrou no Isabem para aprender a tocar violão, e um dia, durante a aula, ficou curiosa com a roda que estava se formando na pracinha. “Sempre gostei de dança e esporte e fiz muitos amigos aqui. Minha mãe também adora, está sempre aqui acompanhando os meus treinos”, conta.

Todos os professores e profissionais que auxiliam no Instituto Amigos do Bem doam algumas horas do seu dia para ensinar um pouco do que sabem. O intuito do projeto não é criar profissionais, mas espalhar o interesse pela arte, cultura e esporte.

Antônio Romanini, 29 anos, dá aula de capoeira há cinco anos. “Assim que acumulei conhecimento o suficiente para dar aula consegui o espaço aqui e comecei. A gente forma cidadãos da comunidade”, conclui.

Para ajudar

Conheça e colabore

Endereço:  QS 106 Conjunto 02 Lote 02 Loja 04 – Atrás do Superbom

Telefone:  3041-2970 / 8402-1683

E-mail:  isabemdf@gmail.com

Fonte: Da redação do Jornal de Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*

code