Tribunal de Contas vai analisar 300 amostras de asfalto de vias do DF

4096156_x360Estudo avaliará a regularidade e qualidade dos serviços de pavimentação.
Amostras do Plano Piloto, Eixo Monumental, L2 e L3 Norte serão recolhidas.

O Tribunal de Contas do Distrito Federal vai analisar 300 amostras de asfalto nas vias urbanas do Plano Piloto para avaliar a regularidade e a qualidade dos serviços recentes de pavimentação na região. A ação começa neste mês e faz parte do programa Asfalto Novo.

Os técnicos vão analisar a composição da massa asfáltica, índices de compactação do asfalto, espessura e densidade das camadas, nivelamento da pista e qualidade do material aplicado. O objetivo é avaliar se a pavimentação está de acordo com as normas técnicas e com o projeto das obras rodoviárias previstas no programa.

Em abril, o tribunal encontrou uma série de irregularidades ao analisar o asfalto da L2 Norte. O resultado apontou que a espessura do asfalto e a concentração de cimento asfáltico na via tinha índices inferiores ao acordado. A espessura deveria ser de 5 centímetros, mas tinha 4 centímetros. A concentração de cimento asfáltico era de 5,5%, mas o GDF pagou por 5,8%.

Nessa nova análise do tribunal, serão recolhidas amostras do asfalto do Eixo Monumental, L2 Norte, L3 Norte e de vias internas da Universidade de Brasília.

“O Tribunal vai avaliar tanto a questão técnica, quanto econômica para que a população do Distrito Federal tenha acesso a um asfalto de qualidade, durável, e com preço justo”, afirmou o presidente do Tribunal de Contas do DF, Conselheiro Renato Rainha.

A fiscalização conta com a ajuda do Departamento de Estradas de Rodagem (DER). O órgão ofereceu equipamentos e laboratórios para a realização dos testes.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*

code