Valparaíso: Meu legado é a credibilidade da prefeitura com a população, afirma Pábio Mossoró

Com dois anos e nove meses à frente da Prefeitura de Valparaíso de Goiás, o prefeito Pábio Mossoró (PSDB) enfrentou a maior crise financeira da história do município. De acordo com dados da prefeitura, a gestão passada deixou uma dívida de quase R$ 50 milhões, a maior já herdada por um prefeito. Além disso, a crise econômica nacional, iniciada em 2015, impacta negativamente os municípios, afetando consideravelmente os investimentos em saúde, segurança pública, educação, saneamento básico etc.

Diante de tantos percalços e com uma dívida estratosférica a ser liquidada, Pábio alega que conseguiu implantar projetos importantes em pouco tempo, como a Guarda Municipal, que auxilia as forças de segurança da cidade. “A Guarda tem auxiliado as forças policiais de forma bastante positiva. Ela vem fazendo patrulhamento nas escolas, no parque ecológico, nas praças públicas e nos órgãos da prefeitura”, afirmou.

O prefeito disse que até o momento não teve nenhuma frustração durante o exercício do cargo, apesar das dificuldades encontradas. “Gosto de ser prefeito. Existem obstáculos durante a caminhada, mas não há frustração. Antes de estar aqui, fui vereador por duas vezes”, alegou.

Sobre a área de saúde, Mossoró disse que o investimento principal é na atenção básica. “Quando assumimos, vários postos de saúde estavam sem alvará da Vigilância Sanitária. Reformamos mais de 20 unidades. Todas elas estão funcionando normalmente, com médicos, dentistas e farmacêuticos. Estamos realizando cirurgias de cataratas, compramos ambulâncias novas e vans para passageiros que dependem de operações em Goiânia. O problema da saúde não é somente em Valparaíso, mas em todo o país”, declarou.

Com a vitória de Ronaldo Caiado (DEM) ao governo de Goiás, Pábio assegurou que não há conflito institucional entre a prefeitura e o governo do Estado. “Nossa relação é respeitosa. O DEM local me apoiou em 2016. Torço para que o governador olhe para Valparaíso de forma republicana, que possa trazer os investimentos, como o Goiás na Frente e a obra do ITEGO, que está paralisada”, disse.

O prefeito afirmou que ele e a deputada estadual Lêda Borges (PSDB-GO), sua principal aliada, não estão rompidos. Nas últimas semanas, boatos circulavam nos bastidores da política valparaisense de que a parlamentar iria se candidatar ao cargo de prefeita. “Sou candidato à reeleição e permaneço no PSDB. A deputada Lêda tem um histórico político muito grande na cidade. Foi secretária municipal, prefeita e agora é deputada. É a nossa liderança regional. É fundamental a importância dela em um processo político. Sabemos a força que ela tem. A nossa intenção é continuar trabalhando em parceria”, concluiu.

Fonte: Blog do Fred Lima

COMPARTILHAR
Artigo anteriorBRB lança programa de inovação
Próximo artigoSecretaria de Comunicação do DF faz palestra para administradores regionais
Consultor em Marketing Político; especialista em pesquisa de opinião pública; editor do Portal Conectado ao Poder; escreve a coluna On´s e Off´s, de segunda a sexta, no Jornal Alô Brasília; apresenta o programa Conectado ao Poder, aos sábados, das 6h às 8h, na Rádio 104,1 Metrópoles FM. É presidente da Associação dos Blogueiros de Política do Distrito Federal e Entorno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*

code