Veja casos recentes de afroamericanos mortos por policiais nos EUA

20150408122008429605aWashington, Estados Unidos – A acusação formal na terça-feira (7/4) nos Estados Unidos de um policial branco pelo assassinato de um homem negro desarmado acontece em um contexto de tensões raciais exacerbadas por vários casos emblemáticos desde 2014.

17 de julho: Eric Garner, de 43 anos, que tinha seis filhos, morre asfixiado durante uma detenção violenta em Nova York, depois que policiais suspeitaram que ele vendia cigarros na rua de forma ilegal. Em um vídeo amador é possível ouvir a vítima afirmando: “Não consigo respirar”. A decisão de um grande júri no início de dezembro de não indiciar o policial branco envolvido desencadeou uma onda de manifestações, algumas violentas.

– 9 de agosto: em Ferguson (Missouri), Michael Brown, de 18 anos, é morto por um policial branco, Darren Wilson. A morte do jovem, que não estava armado, provocou violentos distúrbios raciais na cidade da região de Saint Louis, que tem a maioria da população negra.

No fim de novembro, o Departamento de Justiça inocentou de todas as acusações o policial envolvido – que deixou o cargo pouco depois -, o que provocou uma nova reação de revolta, acompanhada de distúrbios e saques em Ferguson, assim como dezenas de manifestações em todo o país.

– 11 de agosto: Ezell Ford, de 25 anos, desarmado e que segundo a família sofria de distúrbios mentais e esquizofrenia, é morto em Los Angeles por dois policiais quando caminhava pela rua. Segundo as autoridades, ele teria feito uma tentativa de retirar a arma de um dos agentes.

– 20 de novembro: Akai Gurley, pai de família de 28 anos, é morto a tiros “por acidente” na ação de um policial branco, nas escadas mal iluminadas de um edifício do Brooklyn, em Nova York.

O funeral acontece em 7 de dezembro, em coincidência com o agravamento das manifestações em denúncia da violência policial contra a comunidade negra. O agente Peter Liang é acusado de homicídio culposo.

– 22 de novembro: Tamir Rice, 12 anos, brincava com uma arma de brinquedo em um parque quando foi morto por um policial em Cleveland (Ohio). O agente não tinha condições de distinguir se a arma era verdadeira ou falsa, afirmou o chefe de polícia. A mãe do menino apresentou uma denúncia na justiça federal contra o policial.

Em Ohio foi registrado um incidente similar em agosto, quando policiais responderam a uma ligação de emergência e mataram um afroamericano, John Crawford, em um supermercado quando a vítima segurava uma pistola de brinquedo vendida no local.

- 2015 -
– 6 de março: Tony Terrel Robinson, de 19 anos, morre em Madison (Wisconsin) em uma ação policial. O caso, que aconteceu na véspera do aniversário de 50 anos da marcha pelos direitos civis dos negros em Selma (Alabama), provoca manifestações quando o Departamento de Justiça publica um relatório devastador sobre o comportamento da polícia de Ferguson.

– 9 de março: na Geórgia, um policial branco mata Anthony Hill, 27 anos, um homem desarmado que sofria de problemas mentais. Segundo a polícia, ele teria atacado um dos agentes.

– 7 de abril: um policial branco, Michael Slager, de 33 anos, é detido e acusado de assassinato em North Charleston, Carolina do Sul, após a divulgação de um vídeo que mostra quando deu oito tiros pelas costas em um homem negro desarmado, Walter Scott, de 50 anos, morto em 4 de abril.

Fonte: Correio Braziliense

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here

*

code

Please enter your comment!