Comércio do DF espera crescimento de 5,16% nas vendas para o Dia dos Namorados

20130528164045685911uOs empresários brasilienses estão animados em relação às vendas para o Dia dos Namorados, comemorado em 12 de junho. De acordo com levantamento realizado pelo Instituto Fecomércio-DF, a expectativa de crescimento nas vendas é de 5,16% quando comparado com o mesmo período do ano passado. A pesquisa foi realizada com 412 empreendimentos do comércio. Entre 16 segmentos pesquisados, apenas um acredita que haverá retração na procura dos consumidores.

O presidente da Fecomércio, Adelmir Santana, explica que o Dia dos Namorados é considerado uma das datas comemorativas com mais força comercial, sendo a terceira melhor para o comércio. “Para receber os consumidores, os empresários já estão investindo em decoração de vitrines e lançamentos de produtos. Acredito que o único fator que pode inibir as compras é o endividamento do consumidor, que ainda continua alto. Mas, normalmente esta é uma data especial em que os clientes saem às compras”, ressalta Adelmir Santana.

Os segmentos de Calçados/Acessórios e Lojas de Departamento lideram o ranking entre os lojistas mais otimistas para o período, registrando expectativa de crescimento nas vendas de 13,39% e 10,67% respectivamente, seguido por: Eletroeletrônico (9,25%); Joalheria (9,19%); Relógio/Óculos (7,67%); Lojas de Variedades (7%); Supermercado/Hipermercado (6,33%); Restaurante (5,83%); Perfumaria/ Cosméticos (5,10%); Livraria/Papelaria (5%); Vestuário/Acessório (4,50%); Fotografia (2,50%); Cama/Mesa e Banho (2,33%); Salão de Beleza (0,50%) e Floricultura/Cestas (0,13%). Na outra ponta, o único segmento que acredita que as vendas serão inferiores as do ano passado é o de Chocolateria, que aguarda uma queda de 4,23%.

O levantamento do Instituto Fecomércio constatou ainda que os lojistas que devem manter seus estoques são maioria (80,3%). Apenas 2,2% dos entrevistados admitiram uma redução com relação ao ano anterior, e 17,5% dos entrevistados estão pretendendo aumentar seus estoques. Em relação aos preços dos produtos, 88,6% dos empresários afirmaram que manterão os mesmos valores das mercadorias. Já 6,1% dos entrevistados disseram que vão aumentar e 5,3% vão diminuir o preço. Em relação a estratégia de vendas, 40,8% dos estabelecimentos apostarão em brindes para o cliente.

Consumidor

Entre os consumidores brasilienses, 44% dos entrevistados responderam que têm a intenção de comprar algum presente. Já os que não têm intenção de compra para o período, somam 50,9%, e os que declararam não saber se efetuarão alguma compra somam 5,1%. Foram entrevistadas 405 pessoas para o levantamento.

A pesquisa mostra ainda que os clientes devem gastar por volta de R$ 180,53 com as compras. A maioria pretende comprar o presente à vista, no dinheiro (66,8%); seguido pelo crédito (21,1%) e débito (12,1%). Entre os homens entrevistados, 27,3% afirmaram que vão comprar Cosméticos/Perfume; seguido por Calçados/Acessórios (24,2%); Vestuário/Acessórios (19,2%); Flores/Cesta (13,1%); Chocolates/Trufas (10,1%); Eletroeletrônicos (8,1%); Jóias/Semijóias/Bijuteria (5,1%); Torta/Doces/Bombons (5,1%); Souvenir (4%); Cama/Mesa/Banho (4%); Viagem (4%); Café da manhã (2%); Artigos esportivos (1%); Fotografia (1%); Relógios/Óculos (1%); Produto Cultural/Show/Teatro/Cinema (1%).

Já em relação às mulheres, o segmento com maior preferência para presentear os namorados é o de Vestuário/Acessórios (37%); Calçados/Acessórios (24%); Cosméticos/Perfume (23%); Artigos esportivos (9%); Chocolates/Trufas (8%); Café da Manhã (6%); Eletroeletrônicos (2%); Cama/Mesa/Banho (2%); Relógio/Óculos (2%); Flores/Cesta (1%); Torta/Doces/Bombons (1%); Souvenir (1%); Viagem (1%); Vinho (1%).

Fonte: Fecomércio-DF

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*

code