Perigos da autoprescrição

Da redação

Nutricionistas alertam sobre riscos de ingestão de suplementos e metodologias de alimentação retiradas na internet e nas redes sociais

“O que é bom para uma pessoa, não necessariamente é bom para outra”, crava a nutricionista esportiva Ana Paula Domingues. “Cada organismo reage de um jeito ao que ingere”, justifica a especialista.

De acordo com o nutricionista funcional Milton Júnior, muitas pessoas, na pandemia, saíram tomando suplementos desordenadamente, influenciadas pelas redes sociais. “Não funciona assim, principalmente no que diz respeito à prevenção”, explica. “Os corpos são individuais. Não tem como saber sem os exames necessários e prévios”, completa.

De acordo com os profissionais, não adianta chegar com a receita do Google para ter resultado. Até consegue chegar a seu objetivo, mas perde tudo novamente em breve, pois pode ser que não era o adequado.

Para quem busca algo interessante e seguro na internet, Ana Paula sugere o Guia Alimentar, do Ministério da Saúde. “Esse documento traz coisa básicas da nossa alimentação, que ajudam demais”, conta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui