“Decisão do STF tem que ser cumprida por Renan”, diz Caiado


caiado15O líder do Democratas no Senado Federal Ronaldo Caiado (GO) participou da reunião de líderes nesta terça-feira (06/12) que definiu a situação da Presidência da Casa após a liminar do Supremo Tribunal Federal (STF) tirar Renan Calheiros do cargo.
O senador afirmou não concordar com a tese de descumprimento de decisão por parte da Mesa Diretora. De acordo com ele, não há o que discutir sobre a validade ou não da liminar, cabendo ao parlamento acatar e seguir com os trabalhos definidos em acordo prévio entre os representantes partidários.
“Decisão do STF tem que ser cumprida. Não há o que discutir. No momento em que Renan decidiu recorrer da ação, ela já está reconhecida e validada. Agora, não há motivo para cancelar sessões ou interromper o calendário que já havíamos definido. Não foi colocado em dúvida hora alguma o funcionamento do plenário. Vamos seguir com o trâmite normal”, defendeu.
PEC 55
 
Ronaldo Caiado também afirmou que o calendário estabelecido para a votação em segundo turno da PEC do teto nos gastos públicos (PEC 55) segue normal, com a sessão final marcada para a próxima terça (13/12).
“Não tem porque fazer um assunto desse atrapalhar o andamento do calendário que foi acordado entre todos os líderes. Temos a responsabilidade de votar até o final do ano a PEC sob o risco de estarmos ampliando a crise. Não há motivos para ‘fulanizar’ essa crise”, afirmou.
Matéria: Assessoria Liderança Democratas Senado
Foto: Sidney Lins Jr

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*

code