Entidades e Poder Público articulam implantação do Sistema S em Valparaíso

Com objetivo de tornar região do Entorno do DF mais competitiva, Secretaria do Entorno se colocou à disposição para fazer interlocuções necessárias

A ampliação de cursos de capacitação profissional pelo “Sistema S” em Valparaíso de Goiás foi assunto de uma reunião, na última sexta-feira (07), na Prefeitura do município da região do Entorno do DF. Participaram representantes da Secretaria do Entorno (SEDF); da Associação Comercial, Industrial e Serviços de Valparaíso de Goiás (Acival); da Federação do Comércio do Estado de Goiás (Fecomércio-GO); e da Federação das Associações Comerciais, Industriais e Agropecuárias do Estado de Goiás (Facieg-GO).

Além de conversar sobre a possibilidade de disponibilizar em Valparaíso a qualificação pelo Senac, as autoridades visitaram uma área da Prefeitura que pode – por meio de uma parceria – ser cedida para construção de uma unidade do Sesc.

Para a Superintendente de Políticas De Desenvolvimento Urbano Integrado da SEDF, Paula Tredicci, investir em educação e qualificação profissional traz benefícios significativos para toda a comunidade. Ela participou da reunião e ponderou que a formação técnica prepara os profissionais de forma mais rápida e eficiente para o mercado. “Com o conhecimento adquirido, os profissionais podem contribuir ativamente para o desenvolvimento da cidade, aplicando suas habilidades e conhecimentos em diferentes setores”, disse.

“Além disso, esses cursos valorizam os funcionários e os tornam mais competitivos no mercado de trabalho. A qualificação é um diferencial muito procurado pelos empregadores, pois demonstra o comprometimento do profissional em se aprimorar e se manter atualizado”, concluiu Paula.

A gerente de Apoio Administrativo e Logístico da SEDF, Laodicéia Dourado, também esteve na reunião, que foi a segunda realizada neste ano para tratar do assunto. Laodicéia Dourado adiantou que foi levantada a possibilidade de cursos do Senac se iniciarem usando a estrutura já disponível no município. Porém, explicou que as áreas atendidas, bem como as modalidades – se ensino presencial, semipresencial ou à distância (EAD) – devem ser apresentadas pela Prefeitura. “Em nome da Secretária da SEDF, Caroline Fleury, nos colocamos à disposição para o que for necessário na articulação junto ao governo do Estado e ao governo federal”, ponderou.

O secretário de Desenvolvimento Econômico e Trabalho de Valparaíso, Antônio Reis, adiantou que já existem auditórios com estrutura para realização de cursos. “Valparaíso conta com mais de 20 mil CNPJs. Praticamente todos os dias são abertas pequenas empresas no município. Por isso, a intenção é que a definição sobre os cursos aconteça o mais rápido possível, considerando a disponibilização em formação em áreas que não são contempladas pela Escola de Governo”, acrescentou Reis.

Atualmente, apenas Luziânia conta com a formação pelo “Sistema S” na região do Entorno.

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui