IR 2020: Dinheiro da restituição sai mais cedo neste ano; saiba quem precisa declarar

Receita Federal divulgou hoje as regras de declaração do Imposto de Renda de 2020 (ano-calendário 2019). Entre as principais mudanças está a antecipação do calendário de restituição (o primeiro lote sai em maio) e a redução do número de lotes (cai de sete para cinco).

Veja abaixo as principais informações sobre a declaração de IR 2020:

Quando dá para baixar o programa de declaração? O programa ficará disponível para download a partir desta quinta-feira (dia 20) no site da Receita.

Qual o prazo de entrega? De 2 de março até as 23h59 do dia 30 de abril.

Quem deve declarar? Veja abaixo:

  •  todos os contribuintes que ganharam mais de R$ 28.559,70 em rendimentos tributáveis em 2019; ou
  • ganhou mais de R$ 40 mil em rendimentos isentos, não-tributáveis ou tributados na fonte no ano passado; ou
  • comprou ou vendeu ações na Bolsa; ou
  • teve ganhos com a venda de bens, como imóveis; ou
  • vendeu um imóvel e comprou outro no prazo de 180 dias, se beneficiando da isenção de IR; ou
  • ganhou mais de R$ 142.798,50 em atividade rural; ou
  • tinha mais de R$ 300 mil em bens.

O que mais mudou na declaração deste ano?

  • Não será mais possível abater no IR de 2020 os gastos com o INSS do empregado doméstico
  • Quem tem bens acima de R$ 200 mil precisará informar o número do recibo de entrega da declaração do ano anterior
  • O pagamento da restituição começa em maio (era junho)
  • O ultimo lote de pagamento sairá em setembro (era dezembro)

Fonte: 6 Minutos

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*

code