Mais uma etapa do Viaduto do Sudoeste será liberada

Próxima pista a ser liberada liga o Sudoeste ao Parque da Cidade. Trecho de 300 metros já está asfaltado

O conforto dos motoristas é prioridade na construção do Viaduto Luiz Carlos Botelho, também conhecido como Viaduto do Sudoeste. Não à toa, a obra localizada na Estrada Parque Indústrias Gráficas (Epig) tem sido entregue por etapas, conforme cada fase é concluída. Por enquanto, duas liberações já foram feitas. A terceira delas será a via de ligação entre Sudoeste e Parque da Cidade.

A pista que passa por cima do elevado foi a primeira a ser entregue. Desde março deste ano, o trecho de 700 metros recebe cerca de 25 mil motoristas diariamente. Já na última quarta-feira (16), foi liberado o acesso à Epig pela Avenida das Jaqueiras, entre as quadras 104 e 105 do Sudoeste. A alça de 370 metros, equipada com calçada, faixa de pedestre e sinalização, permite que os veículos acessem a via no sentido Estrada Parque Taguatinga (EPTG).

‌“A próxima etapa a ser entregue será a via que passa por debaixo do viaduto, por onde os motoristas que saem do Sudoeste terão acesso ao Parque da Cidade”, conta o engenheiro da Secretaria de Obras Carlos Magno. “As três faixas de rolamento estão pavimentadas, faltando apenas assentamento de meio-fio e execução de sinalização viária”, detalha.

Por último, será concluída a pista que leva do Parque da Cidade ao Sudoeste, também passando por debaixo do viaduto. “Estamos executando a base e a sub base deste trecho que tem cerca de 300 metros de extensão”, afirma Carlos. “Com essa liberação, a obra estará totalmente concluída e entregue à população”.

‌‌De acordo com o secretário de Obras do Distrito Federal, Luciano Carvalho, a estratégia de promover entregas parciais ao longo da obra minimiza os transtornos enfrentados pela comunidade. “Essas liberações vão devolvendo, aos poucos, a normalidade para a vida da população, além de permitir que os usuários da via entendam e se habituem à nova infraestrutura viária”, avalia.

Mais do que aliviar o trânsito na Epig, a construção do Viaduto do Sudoeste também vai atender quem opta pela bicicleta como meio de transporte. “A região vai ganhar toda uma rede de ciclovias, que se integram com EPTG, Octogonal, Sudoeste, Parque da Cidade e Eixo Monumental”, informa Luciano. “Também estamos construindo novas calçadas, dando mais segurança para os pedestres”. O investimento total na obra é de R$ 24,6 milhões.

‌Para a moradora do Sudoeste Wélida Miranda, 27 anos, as primeiras entregas já melhoram consideravelmente o trânsito da região. “Mas acredito que a mudança será mais drástica quando liberarem o acesso ao Parque da Cidade. Porque, hoje, demoramos cerca de 15 minutos para fazer esse trajeto usando os desvios”, comenta. “Isso de liberar a obra aos poucos é muito bom, porque a gente já vai testando as mudanças, os novos caminhos”.

Fonte: Agência Brasília

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui