Movimento do BEM, de Felipe d’Avila, vem mesmo para o bem?

Da redação

Ideia fez Cabo Daciolo expor opinião e internautas mostrarem apoio a Sérgio Moro

Na última semana, o cientista político e pré-candidato à presidência, Luiz Felipe d’Avila, que afirma ter “nojo do populismo”, lançou o Movimento do BEM (Brasil em Movimento), para que suas ideias sejam cada vez mais afirmadas, com um plano de governo liberal, para o âmbito econômico, e diminuição do tamanho do Estado.

“Estamos lançando o movimento do BEM (Brasil em Movimento), que contempla um plano de governo liberal para a economia e redução do tamanho do Estado, baseado nas demandas mais urgentes da população e o desenvolvimento de um plano de ação a partir do governo federal. Vamos juntos?”, disse d’Avila.

Embora a ideia seja abraçada por algumas pessoas, que respondem Felipe com comentários como “é desta plataforma que precisamos para a terceira via. Genuinamente liberal para resolver na raiz os problemas do Brasil!” e “vamos!!! Pelo BEM do nosso país!”, ela se torna ruim aos olhos de um nome conhecido no meio político, que é Cabo Daciolo, e de internautas, que mostraram apoio ao pré-candidato Sérgio Moro, que é consolidado como terceira via.

“Em que mundo esse cidadão vive? Só se reduz o tamanho do estado quando há igualdade social, alto índice de emprego e renda. É o estado que garante a saúde e a educação, a distribuição de renda da população mais baixa, que é a maioria. Sem o estado essas pessoas estão desamparadas”, pontuou Daciolo.

Aqueles que mostraram apoio ao ex-ministro da Justiça e Segurança Pública do Brasil, tiveram falas como “bora. Com Moro presidente” e “bora apoiar Sérgio Moro e manter o pouco de dignidade que sobrou ao partido”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui