No quintal de casa

ArrudaÉ hora de pensar e repensar os cenários político e partidário para iniciar a disputa eleitoral do ano que vem. Grupos ligados ao ex-governador José Roberto Arruda estariam sendo pressionados a manter suas candidaturas apenas em âmbito local, ou seja, apenas para deputados distritais ou governador/vice. Candidaturas à Câmara dos Deputados ou ao Senado por aqueles que tiveram seus nomes citados na Caixa de Pandora não são bem vistas, isso porque o processo que repousa no Superior Tribunal de Justiça (STJ) subiria para o Supremo Tribunal Federal (STF), onde o temido Joaquim Barbosa teria grande peso ao ver a ‘sessão de filmes’ que culminou no escândalo. Caso um dos citados passe a ser mandatário federal, o inquérito sobe para o STF e o desfecho pode ser pior do que o do Mensalão.

ASSIM, nomes como o do ex-governador Paulo Octávio e do distrital Roney Nemer (PMDB), forte candidato a deputado federal, estariam fadados a disputar um mandato como distrital, mesma situação de Arruda. Neste caso, o processo desceria para o Tribunal de Justiça do DF e Territórios. No quintal de casa, a tal ‘sessão de cinema’ não teria o mesmo recorde de bilheteria. Com puxadores de votos deste quilate, a CLDF será toda Arruda!

Fonte: Coluna Ons e Offs

COMPARTILHAR
Artigo anteriorCiclo de palestras na CLDF
Próximo artigoMudança no primeiro escalão
Consultor em Marketing Político; especialista em pesquisa de opinião pública; editor do Portal Conectado ao Poder; escreve a coluna On´s e Off´s, de segunda a sexta, no Jornal Alô Brasília; apresenta o programa Conectado ao Poder, aos sábados, das 6h às 8h, na Rádio 104,1 Metrópoles FM. É presidente da Associação dos Blogueiros de Política do Distrito Federal e Entorno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*

code