Bolsonaro troca 10 vice-líderes na Câmara e dá mais espaço ao centrão

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) trocou 10 vice-líderes do governo na Câmara e deu mais espaço a deputados federais do centrão. Eles ficarão no lugar de políticos que se elegeram na esteira do bolsonarismo e são mais ideologicamente identificados ao presidente, como a deputada Carla Zambelli (PSL-SP). As trocas foram efetivadas hoje no Diário Oficial da União.

Para marcar a mudança, o líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR), levou o grupo para um café da manhã com Bolsonaro no Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência em Brasília.

Segundo a assessoria da liderança, foi adotado um novo critério para a escolha dos nomes: cada partido da base aliada indicou um vice-líder por meio do respectivo líder. A postura sela o reforço da aproximação de Bolsonaro com o centrão em busca de mais votos para matérias de seu interesse no Congresso Nacional.

No momento, o governo de Bolsonaro quer apoio para a criação de um programa social que substitua o Bolsa Família com a marca de sua gestão. Após anúncio na segunda (28), porém, a iniciativa foi mal recebida pelo mercado financeiro por propor o uso de parte dos recursos do novo Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação) e de precatórios.

Em tentativa de remediar a situação cobrando soluções também do Congresso, Bolsonaro disse ontem que os integrantes do governo estão “abertos a sugestões” junto aos líderes partidários. Barros e os demais líderes do governo no Parlamento agora buscam viabilizar o programa social antes de apresentar o texto da proposta oficialmente.

A reforma tributária, uma das principais bandeiras do ministro da Economia, Paulo Guedes, travou após falta de acordo. A expectativa é que a reforma não ande até as eleições municipais, marcadas para novembro.

São os novos vice-líderes do governo na Câmara:

  • Luiz Lima (PSL-RJ)
  • Giovani Cherini (PL-RS)
  • Joaquim Passarinho (PSD-PA)
  • Alberto Neto (Republicanos-AM)
  • Greyce Elias (Avante-MG)
  • Gustinho Ribeiro (Solidariedade-SE)
  • Marreca Filho (Patriota-MA)
  • Carla Dickson (PROS-RN)
  • Paulo Azi (DEM-BA)
  • Lucio Mosquini (MDB-RO)

Três vice-líderes foram reconduzidos, informou a liderança do governo:

  • Aluisio Mendes (PSC-MA)
  • Evair Vieira de Melo (PP-ES)
  • José Medeiros (Podemos-MT)

Foram retirados da função de vice-líder do governo na Câmara:

  • Carla Zambelli (PSL-SP)
  • Guilherme Derrite (PP-SP)
  • Carlos Jordy (PSL-RJ)
  • Coronel Armando (PSL-SC)
  • Eros Biondini (PROS-MG)
  • Diego Garcia (Podemos-PR)
  • Aline Sleutjes (PSL-PR)
  • Caroline de Toni (PSL-SC)

Por Luciana Amaral
Fonte: UOL

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui