Carreira de Analista de TI tem 50% de defasagem no Governo Federal

Da redação

Categoria não acredita que concurso temporário seja a melhor solução

O Governo federal tem cerca de 450 profissionais da carreira pública de Analista de Tecnologia da Informação. No entanto, de acordo com a categoria, é necessário o dobro desse número para que a transformação digital tenha continuidade.

De acordo com o presidente da Associação Nacional dos Analistas em Tecnologia da Informação (Anati), Thiago de Aquino, o último concurso público, em 2015, não preencheu as vagas abertas. Atualmente, o Ministério da Economia planeja um concurso para servidores temporários, mas o especialista não acredita que seja a melhor solução.

“As atividades ligadas à transformação digital não têm característica de início, meio e fim. Elas precisam seguir com as mudanças tecnológicas”, explica Aquino em entrevista ao Programa Conectado ao Poder, da TV União.

Defasagem salarial

Para ele, além da falta de profissionais, há uma evasão muito grande dos que estão. “A principal justificativa é a defasagem salarial”, acredita. Segundo a Anati, a média inicial recebida no Poder Público é R$ 9 mil, enquanto que na iniciativa privada esse valor pode chegar a R$ 20 mil.

Conforme explica o presidente da associação, entre as atribuições práticas dos analistas em tecnologia da informação está a participaram na gestão da implantação do Auxílio Emergencial, bem como da plataforma do Meu INSS e do Certificado de Vacinação Internacional, entre outros programas.

Ainda segundo a Anati, há um projeto de lei parado na Câmara Federal para um novo concurso para pessoal efetivo. No entanto, não esperam que tenha andamento.

A Anati representa cerca de 450 profissionais Analista de Tecnologia da Informação do ministério da Economia. Atua em todos os ministérios e na presidência. “Temos 389 cargos vagos na carreira, respaldadas por cinco acórdãos, dentro dos últimos 12 anos, do Tribunal de Contas da União para suprir esses postos de trabalho”, ressalta Thiago de Aquino.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui