Reforma administrativa: servidor não está preocupado com perda de privilégios

Da redação

Especialista diz que o incômodo real é com a prestação de serviço à sociedade

Para Fábio Lima, advogado especialista em direito administrativo, o servidor público não está preocupado com o fato de perder privilégios com a Reforma Administrativa, ao contrário do que pensa o consciente coletivo. Em entrevista ao Programa Conectado ao Poder, da TV União, o jurista destacou que aflige o trabalhador como será a entrega do serviço ao cidadão.

“Imagina: de um lado um servidor com todos os privilégios garantidos e, do outro, aquele que acabou de ser aprovado no concurso e não tem os mesmos direitos do colega. Essas motivações para trabalhar são as mesmas?”, indaga o especialista. Além disso, segundo ele, a reforma não fala de um plano de carreira do servidor.

“Todo trabalhador almeja chegar ao topo do local onde presta serviço. Porém, dificilmente é assim. Muitas vezes, chega um político e coloca um indicado no cargo de chefia e despreza quem está ali há anos”, enfatiza o advogado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui